De professor para professor: empresa caxiense atendeu a mais de 1,3 mil educadores com cursos na pandemia - Colunas do Caixa-Forte - Economia: impostos, financiamentos e mais - Pioneiro
 
 

Caixa-Forte14/10/2020 | 15h23Atualizada em 14/10/2020 | 15h23

De professor para professor: empresa caxiense atendeu a mais de 1,3 mil educadores com cursos na pandemia

Demandas vão além de atualização tecnológica para aulas online, mas discutem como o profissional pode lidar com a falta de atenção dos alunos

De professor para professor: empresa caxiense atendeu a mais de 1,3 mil educadores com cursos na pandemia Mariana Selbach Castilhos/Divulgação
Simone Selbach é fundadora da Reinventar Foto: Mariana Selbach Castilhos / Divulgação

Quem disse que professor não pode ser empreendedor? E o público-alvo de um negócio criado por uma docente, com mais de 33 anos de experiência nos mais variados níveis de ensino, é justamente o que ela mais tem conhecimento de causa. Desta vez, seus alunos são os próprios colegas de profissão. A empresa Reinventar surgiu há três anos, com oficinas, cursos, palestras e assessoria em Educação e Psicologia, mas nunca teve tanta demanda e salas vazias ao mesmo tempo. Assim como os próprios clientes, a escola de professores realizou cursos online na pandemia e atendeu a mais de 1,3 mil docentes com demandas, que vão além de atualização tecnológica para aulas online:

_ Descobrir como se manter presente à distancia. Esse é o maior desafio da educação online que temos trabalhado com os professores _ conta Simone Selbach, 49 anos, fundadora da Reinventar.

 Quer ler mais textos da coluna Caixa-Forte? 

A própria história de Simone é um exemplo de adaptação. Depois de décadas atuando como professora e coordenadora pedagógica de ensino regular, resolveu fazer mestrado aos 42 anos. Se voltou para a formação de professores, distribuiu currículos pelas faculdades e, após perceber que havia espaço para a oferta de cursos pontuais de curta duração, resolveu montar o próprio negócio com a filha psicóloga, Mariana Selbach Castilhos. Uma das primeiras oficinas realizadas quando começou a pandemia foi justamente voltada para escutar os professores.

_ Uma das maiores necessidades do docente é se sentir respeitado e acolhido. Não é só o financeiro e a carga de trabalho que pesam _ observa Simone.

Na programação especial para o Dia do Professor, lembrado nesta quinta-feira (15), está previsto o curso "É possível reinventar a Escola?", no dia 27 de outubro. Todos os alunos que participaram de algum curso da Reinventar em outubro poderão entrar nesta videoconferência, de duas horas, de forma gratuita. Mais de 50 pessoas já estão inscritas. A empresa também prestou assessoria para prefeituras da região na adaptação do ensino à distância durante a pandemia, caso de Nova Pádua, Flores da Cunha, Farroupilha e Nova Roma do Sul.

Leia também
Loja do futuro: de skates a motos, conheça negócio exclusivo de motores elétricos

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros