Coworking público de Farroupilha fica pronto em outubro - Colunas do Caixa-Forte - Economia: impostos, financiamentos e mais - Pioneiro
 
 

Caixa-Forte16/09/2020 | 12h09Atualizada em 16/09/2020 | 12h09

Coworking público de Farroupilha fica pronto em outubro

Espaço instalado junto ao campus universitário da UCS foi projetado de forma voluntária e está sendo mobiliado com doações de empresas

Coworking público de Farroupilha fica pronto em outubro Mariana Mugnol/Divulgação
Foto: Mariana Mugnol / Divulgação

Um ano após ser lançando, o coworking gratuito de Farroupilha tem previsão de ficar pronto no próximo mês. O espaço denominado Semente surge a partir de uma parceria da prefeitura com a Universidade de Caxias do Sul (UCS), profissionais que atuam de forma voluntária e empresas que doam mobiliário e outros materiais necessários.

O coworking, com 50 metros quadrados, está sendo instalado em uma área anexa ao campus da UCS de Farroupilha. O projeto foi feito de forma voluntárias pelas arquitetas Marta Galafassi e Mariana Mugnol e terá espaço para até 25 pessoas trabalhando de forma compartilhada. O imóvel, que contará ainda com uma sala de reunião, foi cedido pela universidade. A sala já existia, mas foi reformada. O coworking terá também um acesso independente.

A doação mais recente foi da Soprano que entregou diversos materiais, desde disjuntores, interruptores, tomadas, fechaduras e até mesmo cestos organizadores, potes e garrafas térmicas. A Tramontina também auxilia a equipar o espaço com mobiliário de mesas e cadeiras. A Center Luz doou a iluminação, a Eurotec entrou com as esquadrias e a Olthen doou as portas. A lista de doações, no entanto, é a ainda maior, mas o grupo Integra, que conduz o projeto, precisa de mais materiais para finalizar o projeto.

_ Os próprios voluntários têm trabalhado, até mesmo assentando tijolo, mas precisamos também de mão de obra especializada, de ajuda na parte elétrica, na parte hidráulica para a cozinha e de um aparelho de ar condicionado  _ aponta Marta Galafassi.

Mesmo que a obra seja concluída neste ano, a intenção é colocar o coworking em funcionamento no ano que vem até em função da pandemia. A inauguração do espaço chegou a ser prevista para março, mas foi adiada em função do coronavírus, o que deu mais tempo para buscar parcerias.

Quando o Semente inaugurar, a prefeitura vai ceder um servidor para trabalhar no espaço. Segundo Gabriel Tavares, secretário-adjunto de  Desenvolvimento Econômico de Farroupilha, a intenção é que alguns serviços da Sala do Empreendedor, como a ajuda para construir site e página nas redes sociais, possam ser transferidos para o coworking.

A diretora da universidade de Farroupilha, Fernanda Francischini Schmidt, destaca o caráter educativo da iniciativa.

_ Não é só um espaço, mas também o apoio que ele dará aos empreendedores, pois a ideia é manter estes negócios.

Novo espaço mira nos pequenos empreendedores

Dados da prefeitura de Farroupilha mostram que, de janeiro até 31 de agosto, quase 700 empresas foram abertas na cidade, sendo que 65% foram Microempreendedores Individuais  (MEIs). Conforme o secretário de Desenvolvimento Econômico de Farroupilha, de cerca de 10 mil CNPJs registrados na cidade, 35% são microempreendedores.

_ Temos uma média alta de empresas em Farroupilha. A cada 7 habitantes, temos uma empresa, mas o que chama atenção neste ano, com a pandemia, é que a média histórica, que era de 20% de MEIs até o ano passado, passou para mais de 30% neste ano.

Leia também
Segunda farmácia de rede caxiense abrirá até novembro



 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros