Após mais de um ano de espera, R$ 12 milhões do Fundovitis serão liberados - Colunas do Caixa-Forte - Economia: impostos, financiamentos e mais - Pioneiro
 
 

Caixa-Forte29/09/2020 | 12h17Atualizada em 29/09/2020 | 12h17

Após mais de um ano de espera, R$ 12 milhões do Fundovitis serão liberados

Setor do vinho aguardava recursos desde que Ibravin deixou de poder administrá-lo

Após mais de um ano de espera, R$ 12 milhões do Fundovitis serão liberados Antonio Valiente/Agencia RBS
Foto: Antonio Valiente / Agencia RBS

Foi agendada para 7 de outubro a assinatura da liberação do  Fundo de Desenvolvimento da Vitivinicultura (Fundovitis), conforme publicação no Diário Oficial do Estado. A gestão dos R$ 12 milhões será de responsabilidade do Consevitis, conselho formado por entidades do setor do vinho, atrelado à Uvibra. Ele será coordenado por Helio Marchioro, executivo da Federação das Cooperativas Vinícolas do Rio Grande do Sul (Fecovinho). Segundo o presidente da Uvibra, o valor disponibilizado agora é de março do ano passado. A partir da assinatura do contrato, a entidade terá 12 meses para fazer a gestão do recurso. O plano de trabalho já foi apresentado ao governo do Estado.

_  O foco será fazer uma campanha institucional do vinho brasileiro. Aproveitar o momento para dar continuidade a esse consumo que tivemos a mais neste ano _ aponta Deunir Argenta.

Os R$ 12 milhões eram aguardados desde o ano passado, quando o Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) deixou de receber por conta de apontamentos do Tribunal de Contas do Estado (TCE) às contas do instituto. Segundo o atual presidente do Ibravin, Márcio Ferrari,  o órgão não se inscreveu para receber neste ano, porque havia muitos critérios, no edital, que o Ibravin não conseguia cumprir. Argenta destaca que, no ano que vem, a entidade tem expectativa de receber os recursos acumulados de 2020 e o de 2021.

Leia também
Caxias do Sul terá atendimento presencial para o Exporta-RS


 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros