Casamentos adiados dão espaço para estilista caxiense criar nova coleção em linho - Colunas do Caixa-Forte - Economia: impostos, financiamentos e mais - Pioneiro
 
 

Caixa-Forte09/07/2020 | 14h00Atualizada em 09/07/2020 | 14h00

Casamentos adiados dão espaço para estilista caxiense criar nova coleção em linho

Carlos Bacchi atendeu ao pedido de clientes interessadas em vestidos para usar de dia

Casamentos adiados dão espaço para estilista caxiense criar nova coleção em linho Ale Pinho/Divulgação
Gabriella Bordasch, noiva que já foi atendida pelo estilista, aceitou fotografar para nova coleção Foto: Ale Pinho / Divulgação

O estilista caxiense Carlos Bacchi sentiu bastante o impacto da pandemia em seu atelier de vestidos luxuosos de festas. Todos os eventos do fim de março em diante foram adiados e apenas 10% de clientes ainda estão com esperança de fazer nesse ano.

Segundo o estilista, os meses parados corresponderam a uma quebra muito grande de ritmo. Bacchi tinha recém concluído a mudança para o atelier em Porto Alegre, estava assinando vários contratos por mês, com procura de noivas de outros Estados, como Brasília, São Paulo, Mato Grosso e Nordeste, quando precisou fechar o negócio por conta da pandemia.

Com a retomada de atendimentos presenciais no dia 1º de maio, e muitos contatos virtuais, vieram as primeiras ideias para movimentar o fluxo de caixa e aproveitar o tempo ocioso das equipes. O projeto número 1, com cinco vestidos de noiva com modelagem padrão para posterior customização, superou as expectativas. Os cinco viraram oito, que já foram vendidos. E a crise possibilitou o lançamento do projeto 2, como está sendo chamada a coleção inédita do estilista.

– As roupas de linho são mais um projeto para ocupar o pessoal e matar a vontade de clientes que pediam roupas de dia, e vendeu praticamente tudo. Isso também ajudou a diminuir o susto que a gente estava tendo, porque ainda há muita indefinição, as noivas não sabem quando poderão marcar as datas de casamento – conta Bacchi.

As modelos são Gabriela Markus e Gabriella Bordasch (foto), noivas atendidas no espaço.

Modelo e empreendedora

Além de aceitar o convite de voltar a ser modelo para as fotos da nova campanha do estilista Carlos Bacchi, a empreendedora Gabriella Bordasch, dona da empresa Daterra Filmes, é outro exemplo de profissional que se reinventou com a crise. Ela perdeu muitos contratos em março, em função do medo dos clientes com a pandemia. Optou por diminuir ao máximo custos fixos entregando o escritório que ficava no bairro menino Deus, na Capital.

– Fiz essa escolha para não ter que demitir ninguém e nem diminuir salários. Estamos todos trabalhando de casa e está dando supercerto – comenta. 

Já em abril, teve aumento significativo nos pedidos de orçamentos. O motivo: o aumento de acesso nas redes sociais. Hoje o vídeo é um dos formatos mais buscados para as redes.

Uma das opções oferecidas são os motion graphics que podem ser feitos sem contato com clientes. A produtora está trabalhando até com vídeos relacionados à própria pandemia.

Leia também
Marca "FeNeMê" é retomada para caminhões elétricos que serão produzidos em Caxias


 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros