Feira de Inverno de Flores da Cunha vira portal - Colunas do Caixa-Forte - Economia: impostos, financiamentos e mais - Pioneiro
 
 

Caixa-Forte03/06/2020 | 13h05Atualizada em 03/06/2020 | 13h06

Feira de Inverno de Flores da Cunha vira portal

Lançamento de site com expositores está programado para 19 de junho

Feira de Inverno de Flores da Cunha vira portal Lucas Amorelli/Agencia RBS
Feira multissetorial no Parque da Vindima Eloy Kunz costumava ocorrer nos meses de junho e julho Foto: Lucas Amorelli / Agencia RBS

Enquanto a maioria das feiras programadas para este primeiro semestre está sendo adiada ou cancelada, um evento tradicional desta época do ano na Serra toma rumo diferente. A Feira de Inverno de Flores da Cunha decidiu se tornar online. O lançamento do portal para auxiliar na venda dos expositores está programado para 19 de junho, quando começaria a feira multissetorial no Parque da Vindima Eloy Kunz, e aproveitando a chegada do inverno.

De acordo com Ricardo Vignatti, diretor da Terra do Galo Positiva, agência organizadora do evento, a feira virtual vai ampliar algumas possibilidades, como o número de participantes, por não ter limitação física, e também o período de realização. No ano passado, foram 80 participantes, do ramo de vestuário, móveis, vinhos e gastronomia, mas a expectativa da organização com o site é superar este número. Em 15 dias de comercialização, são 15 empresas confirmadas. O evento seria realizado até 20 de julho, mas o portal ficará hospedado, pelo menos, até o fim do ano. A realização do evento físico não está descartada, se houver melhora do cenário de pandemia.

Três modelos de “estande virtual” estão sendo comercializados. Um deles é a chamada loja link, em que o consumidor terá somente o contato da empresa. No pacote catálogo, o expositor terá uma página com produtos da empresa e depois o cliente faz contato direto para a compra. Tem ainda o plano de e-commerce completo para as compras diretas pelo site da feira. A plataforma já foi apresentada ao Centro Empresarial de Flores da Cunha, câmaras setoriais e Sebrae.

Saiba também
Conta de luz "nas alturas" em Caxias pode ir até final de junho. Entenda o motivo

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros