Varejo das Hortênsias é o mais afetado do Estado - Colunas do Caixa-Forte - Economia: impostos, financiamentos e mais - Pioneiro
 
 

Caixa-Forte09/05/2020 | 08h00Atualizada em 09/05/2020 | 08h00

Varejo das Hortênsias é o mais afetado do Estado

Redução é de 45% nas notas fiscais eletrônicas durante o período da pandemia

Varejo das Hortênsias é o mais afetado do Estado Claudia Alessi/Agência RBS
Gramado retomou atividades de hotéis, parques e museus nesta semana Foto: Claudia Alessi / Agência RBS

Com a pandemia, o recuo nas vendas da região do Conselho Regional de Desenvolvimento (Corede) das Hortênsias chega a 46% nos últimos 28 dias, conforme levantamento feito com base nas notas fiscais eletrônicas, que são um retrato "instantâneo" do que está acontecendo no Estado com recorte regional e de setores. Baseadas no turismo, as vendas da região são as mais afetadas do Estado. Na área do Corede Serra, a queda é de 16% no mesmo período. As notas fiscais eletrônicas também mostram recuo no faturamento dos setores da economia que mais movem a região. 

Leia mais
Gramado autoriza retomada das atividades de hotéis, parques e museus

O pior desempenho é da indústria automotiva, com recuo de 54% durante a pandemia. Na sequência, vem o setor de móveis com queda de 45%. A metalurgia também teve redução de 45% nas notas fiscais no período. E outro setor que interessa à indústria regional, o de máquinas e equipamentos, encolheu 20%.

Leia também
Após Gramado, Canela também libera funcionamento parcial de hotéis e parques


 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros