Particulares testam mais que empresas na Serra - Colunas do Caixa-Forte - Economia: impostos, financiamentos e mais - Pioneiro
 
 

Caixa-Forte30/05/2020 | 11h47Atualizada em 30/05/2020 | 11h47

Particulares testam mais que empresas na Serra

Passados um mês do início das coletas pela UCS, 724 exames foram feitos na região

Particulares testam mais que empresas na Serra Suélen Biazoli/Divulgação
Foto: Suélen Biazoli / Divulgação

Um balanço do primeiro mês de aplicação de testes para covid-19 pela Universidade de Caxias do Sul (UCS)  mostra que a procura maior pelos exames foi de particulares. De um total de 724 testes de coronavírus aplicados, 413 foram vendidos diretamente aos interessados.

Foram, até agora, 311 testes aplicados em empresas. Duas delas, sozinhas, encomendaram 179. Um ônibus adaptado, cedido pela Marcopolo, é disponibilizado para a coleta itinerante em empresas. Há também convênios com entidades empresariais para oferecer um valor diferenciado.

Saiba mais
Empresas da Serra investem em testagem

O serviço da UCS de forma particular custa entre R$ 220 e R$ 250 dependendo do tipo de exame. Em um dos testes, o chamado de RT-PCR, é feita a coleta da secreção a partir de 48 horas do início dos sintomas e o resultado é emitido em até três dias úteis. O outro teste, feito a partir da amostra de sangue (IgG e IgM), aponta se a pessoa teve contato com o vírus e se desenvolveu anticorpos para combater a doença. É coletado a partir de sete dias do início dos sintomas.

Funcionando, das 7h30min às 10h e das 13h30min às 16h, de segunda a sexta-feira (exceto feriados), o serviço é realizado no Centro Clínico, localizado no Campus-Sede, em Caxias do Sul. Para fazer o exame, o paciente deve se apresentar com a máscara facial, munido de um documento com foto. A marcação do horário para a realização do teste deve ser feita, no horário de funcionamento do serviço, pelo Telefone e WhatsApp (54) 99909.0018.

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros