Empresas da Serra investem em testagem - Colunas do Caixa-Forte - Economia: impostos, financiamentos e mais - Pioneiro
 
 

Caixa-Forte29/05/2020 | 13h55Atualizada em 29/05/2020 | 13h55

Empresas da Serra investem em testagem

Malharia Biamar e Shopping Iguatemi Caxias estão entre os empreendimentos que aplicaram testes

Empresas da Serra investem em testagem Suélen Biazoli/Divulgação
Foram feitas coletas para testes em 80 trabalhadores da malharia Biamar na manhã desta sexta Foto: Suélen Biazoli / Divulgação

Algumas empresas da região concentram o maior investimento em testagem da Covid-19 com base na compra efetuada via convênio de entidades empresariais com a Universidade de Caxias do Sul (UCS). Uma delas é a malharia Biamar, de Farroupilha. Nesta sexta-feira, foram testados 80 colaboradores, uma amostragem de cerca de 30% do total de trabalhadores da indústria. A empresa pagou R$ 200 por teste. Além deste investimento, a malharia já tinha gasto para adequação da estrutura da fábrica para a volta dos 287 trabalhadores, após três semanas de férias coletivas. 

A empresa não precisou demitir nenhum funcionário em função da pandemia, mas segurou os investimentos de expansão. Sem espaço na fábrica para promover o distanciamento entre as máquinas, a Biamar comprou cabines acrílicas para isolar os trabalhadores. Também foi instalado, na entrada da loja, um contador de pessoas. Essas medidas já tinham sido implementadas para a segurança dos trabalhadores, mas a testagem diferencia ainda mais a companhia. Sônia Marmentini, gerente comercial da Biamar, destaca que os trabalhadores se sentiram mais tranquilos com a medida.

_ É para a segurança de todo mundo. Gostaríamos de testar todos, mas é um investimento alto. Então optamos em dar prioridade para quem tem contato com o público externo, como os vendedores, quem lida com fornecedores ou mesmo motoristas e pessoal da limpeza _ exemplifica.

Os resultados são esperados para segunda-feira e, com base neles, a empresa vai tomar mais medidas de segurança se for necessário. A Biamar também doou 70 mil máscaras para a prefeitura de Farroupilha, que as distribuiu entre hospital e unidades de saúde. Os itens, que inicialmente foram feitos para doação e para usos dos colaboradores, passaram a ser solicitados pelos próprios trabalhadores para seus familiares, e por clientes. Agora também estão sendo vendidos na malharia.

Iguatemi foi o que mais comprou testes

Poucas semanas após a Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul  fechar acordo com UCS para a disponibilização de testes do novo coronavírus com valores diferenciados para as empresas associadas, 39 empresas procuraram o serviço. Dessas, 12 empresas já fecharam o convênio, resultando na contratação de 128 testes. A maioria, 99 testes, foi contratada pelo Iguatemi de Caxias do Sul. 

De acordo com o shopping, a compra é uma medida a mais de segurança para a saúde dos colaboradores. Além de todos os cuidados que estão sendo seguidos desde a reabertura, com 50% de funcionários, grupo de risco afastado, medição da temperatura e álcool gel a livre demanda, os testes vêm pra ajudar no controle, segundo o Iguatemi.

Saiba também
Daniel Randon é eleito o melhor CEO da América Latina



 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros