Descontos entre 10% e 50% para aluguéis renegociados em Caxias - Colunas do Caixa-Forte - Economia: impostos, financiamentos e mais - Pioneiro
 
 

Caixa-Forte16/04/2020 | 09h05Atualizada em 16/04/2020 | 09h05

Descontos entre 10% e 50% para aluguéis renegociados em Caxias

Assimob ainda não tem um percentual do número de renegociações por conta da pandemia

Descontos entre 10% e 50% para aluguéis renegociados em Caxias Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Além do prejuízo com os descontos nos aluguéis, o setor imobiliário tem sofrido com a inadimplência Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

 A Associação das Imobiliárias de Caxias do Sul (Assimob) ainda não tem um percentual do número de renegociações de aluguéis por conta da pandemia do coronavírus. Mas o comércio fechado há semanas faz subir os pedidos de descontos e isenção, como os que já ocorreram em outras crises.

Diretor de locações da entidade, Alexandre Casagrande orienta que não existe um padrão de desconto, cada caso está sendo analisado isoladamente. Há situações em que o desconto não está sendo concedido se o inquilino não consegue comprovar a impossibilidade de pagamento. Em média, segundo a Assimob, os descontos em Caxias variam de 10% a 50% e há ainda a possibilidade de dedução dos dias fechados para locações comerciais. Nos aluguéis residenciais, Casagrande explica que tem se negociado carências, em que o inquilino deixa de pagar o aluguel por um determinado período mas, após a crise, deverá efetuar os pagamentos. É semelhante ao que a Caixa ofereceu para financiamentos imobiliários de casa própria. Além do prejuízo com os descontos nos aluguéis, o setor imobiliário tem sofrido com a inadimplência.

Imobiliárias são mediadoras

A Assimob se manifestou sobre o Sindilojas ter divulgado aos associados um modelo de ofício para solicitar a suspensão dos pagamentos de aluguéis até que a situação econômica seja restabelecida. Conforme a associação das imobiliárias, o problema não deve ser conduzido de forma unilateral. Sobre esta questão, o Sindilojas esclarece que primeiro orienta o acordo com o proprietário e, caso não haja entendimento, o ofício

A Assimob acrescenta que as poucas renegociações que ocorrem estão sendo mediadas pelas imobiliárias. Acrescenta que, além dos inquilinos afetados, proprietários muitas vezes têm o aluguel como a única fonte de renda. Nas renegociações, estão sendo considerados cada ramo de atividade e qual impacto cada empresa está sofrendo, conforme o diretor de locações da associação.

Aluguéis para profissionais de saúde

Mesmo que a crise provoque a redução de novas locações, um grupo específico têm procurado imóveis para aluguel temporário: profissionais da saúde. Por enquanto, são mais sondagens, mas médicos e outros trabalhadores do setor cogitam sair de casa por um tempo para preservar os demais membros da família dos riscos de contágio do coronavírus.

Leia também
Bento Gonçalves registra mais um caso de coronavírus
Caxias do Sul não registra novos casos de coronavírus em 24 horas
Pelas redes sociais, prefeito de Farroupilha anuncia concurso de máscaras na cidade

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros