Decretos para retomada de atividades em Caxias não acabam com incertezas - Colunas do Caixa-Forte - Economia: impostos, financiamentos e mais - Pioneiro
 
 

Caixa-Forte07/04/2020 | 11h56Atualizada em 07/04/2020 | 12h35

Decretos para retomada de atividades em Caxias não acabam com incertezas

Comércio segue em compasso de espera pela reabertura no dia 15 de abril, após a Páscoa

Decretos para retomada de atividades em Caxias não acabam com incertezas Lucas Amorelli/Agencia RBS
Foto: Lucas Amorelli / Agencia RBS

Nenhuma previsão econômica poderia adivinhar o principal dilema do início desta década: ficar em casa ou não. Por mais que a questão venha sendo pautada por decretos estaduais e municipais — como o que liberou a retomada gradativa da indústria nesta semana — antes mesmo da regulação existir, empresas já tinham que decidir se paravam ou não, pensando nas consequências da proliferação da doença em suas dependências.

Leia mais
Autorização para retorno de atividades industriais e de construção impactam em segmentos importantes

O comércio segue em compasso de espera e, mesmo se for mantido o decreto estadual de reabertura no dia 15 de abril, após a Páscoa, o dilema de cada comerciante de abrir ou não persiste pois há dúvidas sobre se haverá consumidores para cobrir os prejuízos. O mesmo ocorre com a indústria que pode atender aos pedidos que já tinha em carteira mas não sabe se vai precisar parar mais adiante, por conta de uma nova necessidade de frear o vírus, ou mesmo por conta da baixa demanda.

Leia também
Pesquisa aponta que mais de 50% dos caxienses não pretendem fazer compras de Páscoa
Prefeitura de Caxias do Sul volta a funcionar na quarta-feira
Saiba como fazer uma máscara de pano sem máquina de costura

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros