Carrinho mais cheio e bolso mais vazio no Natal - Colunas do Caixa-Forte - Economia: impostos, financiamentos e mais - Pioneiro
 
 

Caixa-Forte07/11/2019 | 12h45Atualizada em 07/11/2019 | 12h45

Carrinho mais cheio e bolso mais vazio no Natal

Os preços de itens típicos de Natal e Réveillon estão em média 8,5% superiores aos praticados nas festas de 2018

Carrinho mais cheio e bolso mais vazio no Natal Ronald Mendes/Agencia RBS
4 milhões de panetones devem ser vendidos em supermercados do RS Foto: Ronald Mendes / Agencia RBS

Ainda não entrou na pauta dos consumidores. Mas dos supermercadistas sim.  Pesquisa divulgada pela Associação Gaúcha de Supermercados (Agas) aponta que o setor gaúcho pretende ampliar em 9,5% as vendas de Natal e Ano-Novo na comparação com o ano passado.

A expectativa está amparada em entrevistas com consumidores e empresários do setor de todo o Estado. É preciso preparar o bolso, pois os preços de itens típicos de Natal e Réveillon estão em média 8,5% superiores aos praticados nas festas de 2018. 

A alta do dólar encareceu  produtos como pescados/bacalhau (12,5%), vinhos e eletrodomésticos (10%) e itens de bazar (8,6%). No entanto,  90% dos supermercados prometem promoções ao longo de dezembro. Os feriados de Natal e Ano-Novo caem na quarta-feira, um dos fatores decisivos para o crescimento nas vendas.

– Haverá a compra do final de semana e uma nova visita às lojas na véspera do Natal e do Ano-Novo – prevê o presidente da Agas, Antônio Cesa Longo.

Detalhe: os caixas dos supermercados deverão receber cerca de R$ 2,8 bilhões advindos do 13º salário, sobretudo em compras de itens como aves natalinas, bombons, espumantes, lentilha, bebidas e presentes.

Leia mais
"Breve respiro e não interrupção da retomada", diz Marcopolo
Rede investirá R$ 3 milhões para instalar 6ª academia na Serra
Transportadora de Caxias é adquirida por grupo nacional 

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros