Reviravolta acende esperança de retomada da Basa, de Caxias - Colunas do Caixa-Forte - Economia: impostos, financiamentos e mais - Pioneiro
 
 

Caixa-Forte25/09/2019 | 19h44Atualizada em 25/09/2019 | 19h44

Reviravolta acende esperança de retomada da Basa, de Caxias

Voltando atrás na decisão, Banrisul garante que dará seu aval como credor para arrendamento da estrutura

Reviravolta acende esperança de retomada da Basa, de Caxias Daniela Xu/Agencia RBS
Foto: Daniela Xu / Agencia RBS

Uma reviravolta na opinião dos credores pode acender uma luz de esperança na retomada das atividades da Basa, de Caxias do Sul. Em processo de falência, a indústria farmacêutica havia recebido proposta de  arrendamento por 60 meses da estrutura por parte da Medilar Importação e Distribuição de Produtos Médico-Hospitalares, de Vera Cruz. Essa possibilidade viabilizaria a retomada da produção de soros e outros itens e a geração de 150 empregos.

Porém, em audiência neste mês com os credores, o Banrisul manifestou-se contrário, apoiando o imediato leilão dos ativos (bens móveis e imóveis). Já os representantes do Santander e dos trabalhadores acenaram positivamente.

Leia mais
Com a falência decretada, Basa, de Caxias, irá a leilão 

De posse da informação divulgada pela coluna e da iminência do leilão, o deputado estadual Pepe Vargas (PT), apoiado pelo também deputado Frederico Antunes (PP), líder do Governo na Assembleia, conseguiu contato na segunda-feira com a presidência e direção de crédito do Banrisul. Foi então exposta a intenção de resgatar a Basa, seus empregos e a possibilidade de hospitais reduzirem custo logístico, pois o soro hoje provém de fora do Estado. Além do fato de o Banrisul ser o menor credor da Basa, com um valor a receber de R$ 210 mil, o equivalente a 0,3%.

Nesta quarta-feira, os deputados Pepe e Antunes receberam do Banrisul o aceno de que “o banco está mudando de posição”. Ou seja, não representará mais obstáculo ao arrendamento da Basa. Dará seu “sim”.

Marcos Gomes, advogado da Medilar, comemora esse passo e acredita que nova audiência será convocada pelo juiz Sérgio Fusquine Gonçalves para mais uma manifestação dos credores. 

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros