Luta da prefeitura de Caxias para sair de uma região que já é forte - Colunas do Caixa-Forte - Economia: impostos, financiamentos e mais - Pioneiro
 
 

Caixa-Forte22/08/2019 | 14h30Atualizada em 22/08/2019 | 14h30

Luta da prefeitura de Caxias para sair de uma região que já é forte

Um de seus principais roteiros turísticos, o Vale dos Vinhedos, recebeu 255 mil visitantes no primeiro semestre deste ano, um número recorde

Luta da prefeitura de Caxias para sair de uma região que já é forte Gilmar Gomes/Divulgação
Foto: Gilmar Gomes / Divulgação

Parece um contrassenso. Na mesma edição do jornal Pioneiro, na quarta-feira, duas matérias revelam o conflito entre a ambição (ou ficção) e a realidade. Um leitor qualificado que escreveu à coluna assim define: “típico caso em que economia e política não se entendem”.

De um lado, a secretária municipal do Turismo, Renata Carraro, em pronunciamento na Câmara dos Vereadores, voltou a defender a saída de Caxias do Sul da Região da Uva e do Vinho, passando a integrar a Região das Hortênsias no Mapa do Turismo Brasileiro.

De outro lado, a força da Região da Uva e do Vinho é enaltecida. Um de seus principais roteiros turísticos, o Vale dos Vinhedos, recebeu 255 mil visitantes no primeiro semestre deste ano, um número recorde desde o início do levantamento, em 2001.

Enquanto Caxias do Sul luta para ser aceita por Gramado, Canela, Nova Petrópolis e afins, pode estar perdendo o trem de um eixo que já ganhou projeção nacional com sua enogastronomia e cultura. 

A vocação de Caxias do Sul é o vinho. Dessa forma, fica órfã de região e gera mal-estar.  

Leia mais
Vinícola da Serra quer crescer 50% no mercado externo este ano
"São Francisco do Século 21" reforça luta a favor do plástico
Loja caxiense investe R$ 220 mil para triplicar estrutura

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros