De móveis a azeites de oliva, grupo industrial da Serra diversifica produção - Colunas do Caixa-Forte - Economia: impostos, financiamentos e mais - Pioneiro
 
 

Caixa-Forte16/07/2019 | 13h30Atualizada em 16/07/2019 | 13h30

De móveis a azeites de oliva, grupo industrial da Serra diversifica produção

O novo negócio é liderado pela terceira geração da família Farina, mas a semente foi germinada a partir de uma ideia do patriarca José Eugênio Farina, 94 anos

De móveis a azeites de oliva, grupo industrial da Serra diversifica produção Silvia Tonon/divulgação
Primos e sócios Farina: Fernando, Patrícia, Felipe, Liliane, Rafael e Letícia são da terceira geração da família Foto: Silvia Tonon / divulgação

A família proprietária do grupo moveleiro Todeschini, de Bento Gonçalves, diversifica sua atuação no Estado com a produção de azeite de oliva extravirgem.  A grife Azeite Puro estreia no mercado com o primeiro blend da plantação de oliveiras situada na cidade gaúcha de Cachoeira do Sul.

Leia mais
"Travamos uma batalha diária contra esses inimigos"
"A Mercopar é de Caxias, está em Caxias e permanecerá em Caxias"
Grupo caxiense figura em ranking internacional 

Já vendido em empórios e armazéns, o produto ganha vendas no e-commerce ainda em 2019. O novo negócio é liderado pela terceira geração da família Farina, mas a semente foi germinada a partir de uma ideia do patriarca José Eugênio Farina, 94 anos, numa véspera de Natal.

Na ocasião, o fundador da Todeschini tirou do bolso um pedaço de papel e disse aos netos, reunidos na sala: “Já existem alguns produtores de azeite de oliva aqui no Estado. Eu andei lendo a respeito e acho que esse vai ser o próximo grande produto agrícola do Brasil”, profetizou.

A terceira geração da família arregaçou as mangas e fez das palavras do “Vô Geninho” uma realidade, após alguns anos de estudo e visitas a países produtores como Espanha, Portugal e Uruguai.

A nova safra, em abril de 2020, chegará com volume estimado em mais de 4 mil litros de azeite. A expectativa é acelerada: com a plantação crescendo, a capacidade produtiva será maximizada, ultrapassando os 100 mil litros na próxima década, já prevendo o aumento do consumo pelos brasileiros.

Leia também
Concessionária muda de endereço em Caxias do Sul
Caxias do Sul, solo fértil para investir
Caxias do Sul ganha primeiro espaço de contraturno escolar inspirado na Itália

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros