Os entraves para a Miolo trazer à Serra os espumantes após envelhecimento no mar da França - Colunas do Caixa-Forte - Economia: impostos, financiamentos e mais - Pioneiro
 
 

Caixa-Forte23/04/2019 | 19h30Atualizada em 23/04/2019 | 19h30

Os entraves para a Miolo trazer à Serra os espumantes após envelhecimento no mar da França

No momento do retorno da bebida à Serra Gaúcha, constatou-se que os rótulos das garrafas haviam descolado em função da exposição em cave no fundo do mar

A Efficienza Negócios Internacionais, de Caxias do Sul, recebeu uma encomenda inusitada: promover o desembaraço dos espumantes da Vinícola Miolo, do Vale dos Vinhedos, após serem submersos para envelhecimento no mar da província francesa da Bretanha, no Atlântico Norte.

No momento do retorno da bebida à Serra Gaúcha, constatou-se que os rótulos das garrafas haviam descolado em função da exposição em cave no fundo do mar. O imprevisto criou entraves para a elaboração dos documentos necessários para a liberação da carga junto à Aduana Francesa.

 A rotulagem é pré-requisito para que os órgãos competentes deem o sinal verde. Foram dois meses de trabalho junto à alfândega francesa, mas as mil garrafas do Miolo Cuvée Brut já estão há semanas na sede da vinícola serrana.

Leia mais:

 Cantina da Serra responde por 10% das vendas de espumantes nacionais

 Com vendas estagnadas na Páscoa, supermercados miram, agora, o Dia das Mães

 Formolo Materiais p/ Construção, de Caxias, está à venda

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros