Festa da Uva 2019, o resgate da autoestima de Caxias do Sul - Colunas do Caixa-Forte - Economia: impostos, financiamentos e mais - Pioneiro
 
 

Caixa-Forte22/02/2019 | 13h51Atualizada em 22/02/2019 | 13h51

Festa da Uva 2019, o resgate da autoestima de Caxias do Sul

É um momento de união de empresas e de constatar que o turismo pode ser um caminho decisivo na diversificação da nossa matriz econômica

Festa da Uva 2019, o resgate da autoestima de Caxias do Sul Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Que a Festa da Uva permita que Caxias do Sul olhe para si, para suas lacunas e para o seu futuro de forma coletiva, integrada e estratégica Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

Na última Festa da Uva, em 2016, Caxias do Sul vivia o ápice de sua crise econômica, com a indústria demitindo e gerando impacto negativo em cadeia na economia. Três anos depois, a abertura da Festa da Uva 2019, nesta sexta-feira, representa um outro cenário econômico, com o sentimento de retomada dos negócios e dos ânimos. 

O evento, que era para ser realizado em 2018, mas foi protelado, tem um papel fundamental no sentido de agregar a comunidade e de devolver a autoestima a uma cidade que perdeu 25 mil empregos em quatro anos de retração nos indicadores.

É um momento de união de empresas e de constatar que o turismo pode ser um caminho decisivo na diversificação da nossa matriz econômica. No Hotel Blue Tree Towers Caxias, a expectativa é ampliar a receita em 20% em fevereiro, em relação ao mesmo mês de 2018, por conta da Festa da Uva, com reservas praticamente esgotadas aos finais de semana (período normalmente de baixo movimento).

Que a Festa da Uva permita que Caxias do Sul olhe para si, para suas lacunas e para o seu futuro de forma coletiva, integrada e estratégica.  Que a tradição e a energia nos conduzam a “una bela giornada”.

 Leia mais: 

Mau atendimento no comércio não é só culpa do salário

 60 anos de tradição no varejo de moda

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros