O lucro nas farmácias é tão alto que torna-se possível fazer mágica? - Colunas do Caixa-Forte - Economia: impostos, financiamentos e mais - Pioneiro
 

Caixa-Forte28/12/2018 | 13h13Atualizada em 28/12/2018 | 13h13

O lucro nas farmácias é tão alto que torna-se possível fazer mágica?

Ao consultar o preço de um remédio e ficar na dúvida entre levá-lo ou não, o cliente logo é inquirido com uma pergunta do tipo "quanto está acostumado a pagar?"

O lucro nas farmácias é tão alto que torna-se possível fazer mágica? Germano Rorato/Agencia RBS
O consumidor fica sem parâmetro de qual preço é justo, pois as estratégias mudam de loja para loja, mesmo da mesma rede, e de atendente para atendente Foto: Germano Rorato / Agencia RBS

Com a concorrência acirrada no ramo de farmácias, comprar medicamentos em Caxias parece um verdadeiro leilão. 

Ao consultar o preço de um remédio e ficar na dúvida entre levá-lo ou não, o cliente logo é inquirido com uma pergunta do tipo “quanto está acostumado a pagar?” e uma contraproposta, com desconto considerável.A margem de economia é alta nesses casos, superando facilmente os 30%. 

Ocorre que o consumidor fica sem parâmetro de qual preço é justo, pois as estratégias mudam de loja para loja, mesmo da mesma rede, e de atendente para atendente. Numa semana, o valor é tal. Na semana seguinte, é outro. 

O lucro nesse setor é tão absurdo que torna-se possível fazer mágica?   

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros