Frei Jaime: o amor é o centro - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Opinião16/11/2020 | 08h00Atualizada em 16/11/2020 | 08h00

Frei Jaime: o amor é o centro

Ganhar e perder é um exercício que supõe maturidade

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Bom Dia! Um novo dia e uma nova semana se apresentam diante de todos nós... Que a paz e o respeito continuem recebendo destaque e também espaço, no relacionamento diário... O dia de ontem foi movimentado... Ganhar e perder é um exercício que supõe maturidade... Pensando bem não há perdedores, mas participantes... Que a alegria volte para o melhor lugar: o coração humano! Abençoada semana! 

"Continue semeando o amor. Se o outro não quiser, você mesmo colhe os frutos." (Val Souza). 

O amor é o centro, a base e a essência do maravilhoso ato de viver. Viver e amar se misturam de tal forma que fica praticamente impossível de fazer uma separação. O sentido da vida está na capacidade de amar, pois a síntese da passagem por este mundo será unicamente percebida nos gestos de amor, realizados algo longo dos dias. Amar é compreender, silenciar, aceitar e amadurecer existencialmente. Toda a pessoa que ama torna-se semeadora de uma variedade imensa de sementes que, quando germinadas, podem render muitos frutos.    

Quer ler mais textos do Frei Jaime?
Clique para conferir textos dos colunistas do Pioneiro  

 O interessante está no fato de que se as outras pessoas não quiserem, você mesmo pode colher os frutos. Afinal, nem todos sabem entender e empreender a colheita, que resulta da semeadura do amor. Em muitos casos, o outro não aceita ser amado e acaba nem reconhecendo o amor que lhe é destinado. Existe também um fenômeno que chama a atenção: algumas pessoas se amam, mas não conseguem harmonizar a convivência. Em alguns casos, o amor, ao invés de ser fonte de felicidade, acaba gerando muito sofrimento. 

A lógica seria muito simples: as pessoas que se amam têm todas as condições para conviver harmoniosamente. Porém, nem todos os que se amam conseguem partilhar o sonho de felicidade, pois sempre surge um empecilho ou um desacordo, por causa dos diferentes pontos de vista. Então, não basta apenas se amar para consolidar um pertencimento. Algumas arestas precisam ser aparadas para que nada atrapalhe o desejo de felicidade. Mas, para fazer os necessários ajustes é preciso ser portador de muita humildade: só assim o crescimento e a maturidade acontecem. Enquanto algumas coisas se resolvem, é bom continuar semeando o amor. Alguém, no tempo certo, colherá os frutos. 

Bênção! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraço! 

Leia também
Em fase de acabamento, Estação Férrea de Farroupilha deve ser inaugurada em dezembro
Na Cozinha: aprenda a fazer bolo de banana com calda de café
Saiba qual é a plaquinha que ganhou espaço no comércio caxiense com a pandemia

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros