Frei Jaime: quem descobre a dimensão espiritual consegue viver um contínuo encantamento - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Opinião28/10/2020 | 08h13Atualizada em 28/10/2020 | 08h13

Frei Jaime: quem descobre a dimensão espiritual consegue viver um contínuo encantamento

O sustento ocupa muitas horas do dia, mas simplesmente estar vivo faz com que os sacrifícios se tornem degraus para a gratidão

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Bom Dia! A quarta-feira chega trazendo a grande boa nova: é um novo dia, uma nova oportunidade e uma benção... Nada se igual ao ato de viver... O sustento ocupa muitas horas do dia, mas simplesmente estar vivo faz com que os sacrifícios se tornem degraus para a gratidão... O trabalho simplesmente realiza e oportuniza externalizar um pouco do muito que carregamos no coração... Abençoado novo dia! 

"Atacar a ferida alheia não sara a sua." (Autosaber). 

A condição humana contempla as muitas facetas da existência. Ninguém é somente um corpo físico, inclinado ao envelhecimento. Existe uma vitalidade, uma energia que extrapola qualquer possibilidade, ao ponto de transbordar a dimensão mística, que embala até o que é maior do que o tempo, que é a alma. As pessoas que descobrem a dimensão espiritual conseguem viver um contínuo encantamento, pois tomam consciência de que é possível caminhar em direção ao infinito, sem se preocupar com o término material.                   

Quer ler mais textos do Frei Jaime?
Clique para conferir textos dos colunistas do Pioneiro  

Ninguém recebeu a vida por um tempo determinado: há um princípio que desconhece o fim. Quem toma consciência do imaterial, sente-se mais leve, mesmo que a materialidade se encaminhe para a despedida, um dia. Além de aprender a relação consigo mesmo e com uma existência que vai além da terra, o ser humano está em contínuo contato com os demais, ao ponto da solidão ser uma opção ou uma mera consequência de quem descartou a importância da socialização. É praticamente impossível não trocar, em certos momentos, algumas palavras menos polidas, trazendo à tona pequenas ou grandes discordâncias. A convivência é capaz de preencher o coração de amor e transformar o ato de viver numa enorme celebração de ação de graças. 

No entanto, o fato de estar lado a lado com os demais pode gerar discordâncias e até algumas feridas emocionais. Muitas pessoas são marcadas pela dor advinda de uma ofensa ou injustiça, provocando distanciamentos afetivos. Tratar tais ferimentos é uma necessidade, caso contrário a liberdade e a espontaneidade ficam comprometidas. Mas uma coisa é certa: atacar a ferida alheia não sara a sua ferida. Que o perdão ajude a cicatrizar as feridas do cotidiano. 

Bênção! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraço!  

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros