Frei Jaime: o movimento por uma vida mais simples dá outro norte para a felicidade - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Opinião02/10/2020 | 07h43Atualizada em 02/10/2020 | 07h43

Frei Jaime: o movimento por uma vida mais simples dá outro norte para a felicidade

A bondade tem ocupado significativo espaço no coração da humanidade

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Bom Dia! Amanhece para todos nós um novo dia: sexta-feira, dia 02 de outubro... Na liturgia, hoje é o dia dos anjos... Precisamos da proteção dos anjos... Não esqueçamos, porém, da nossa missão: ser anjo para os outros! Que este dia seja de muita paz e serenidade! A vida é um presente de valor incalculável! 

"Quando eu acordo, penso: ‘o que posso fazer para ajudar os outros?’ Acho que todos devemos algo ao mundo." (Joy Mangano). 

A bondade tem ocupado significativo espaço no coração da humanidade, nos últimos tempos. A caridade nunca ficou ausente, mas o individualismo sempre tentou confiscar o protagonismo do bem. Como seria o mundo se, diariamente, todos os humanos praticassem um gesto bondoso? Onde a bondade se faz presente, a felicidade faz festa, tudo se transforma. A busca pela felicidade ficou atrelada, por muito tempo, às coisas materiais. Quanto mais a pessoa possuísse, mais era reconhecida como alguém feliz. O movimento por uma vida mais simples tem dado um outro norte para a felicidade: ser uma pessoa do bem, capaz do desapego e da generosidade. 

Quer ler mais textos do Frei Jaime?
Clique para conferir textos dos colunistas do Pioneiro 

O voluntariado tem aberto muitas portas para a realização. É praticamente impossível descrever a alegria que a pessoa sente, quando é capaz de ajudar gratuitamente. Num tempo onde tudo tem preço, a bondade favorece o agir, sem aguardar retorno ou recompensa. Fazer o bem simplesmente porque o outro está vivenciando uma situação de vulnerabilidade, isso é maravilhoso e alentador. Quem pensa somente em si e toma como companheiro o egoísmo, facilmente se esvazia e se decepciona com a existência. A vida é um dom que, para ser pleno, precisa se encontrar com um propósito. 

Dedicar um pouco do próprio tempo para tornar a vida de alguém mais digna, não é uma tarefa, é uma oportunidade de alcançar a felicidade, em sua forma mais genuína. É praticamente impossível encontrar uma pessoa triste, por estar ajudando os que passam por uma situação exigente, quer seja emocional ou materialmente. Só pelo fato de existir, todos devem algo ao universo, que pode ser devolvido através de gestos de bondade. Quem se dispõe a fazer o bem, acolhe os dias com ânimo e alegria. Faz bem fazer o bem. 

Bênção! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraço!

Leia também
Shopping da Serra alcança números próximos à pré-pandemia
Eberle: as novidades em cutelaria e utensílios de cozinha em 1959
Em momentos diferentes da história, como as torcedoras vivenciaram o dia a dia do Caxias 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros