Frei Jaime: muita gente falando de amor, pouca gente sabendo amar - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Opinião08/10/2020 | 08h34Atualizada em 08/10/2020 | 08h34

Frei Jaime: muita gente falando de amor, pouca gente sabendo amar

Poder acordar e sentir-se vivo é algo maravilhoso

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Bom Dia! Poder acordar e sentir-se vivo é algo maravilhoso... A maior parte das pessoas não valoriza o ato de acordar... Ter vida é uma benção...E que bênção! Vamos que vamos! A jornada será longa, mas não faltará entusiasmo e bom-humor... Viver é um ato de determinação e de profundo amor! Feliz quinta-feira! 

"Muita gente falando de amor, pouca gente sabendo amar." 

A verbalização de sentimentos é simplesmente extraordinária, capaz de aliviar o fardo mais pesado e exprimir a ternura numa profunda intensidade. A palavra sempre tem um grande valor, mesmo quando não é levada a sério. A responsabilidade no uso das palavras é por demais grandiosa, em qualquer lugar, independentemente da idade. A velocidade dos dias pode roubar o espaço da reflexão, que deve anteceder qualquer comunicação. Pensar antes de falar não é uma dica, mas uma postura indispensável, pois as palavras podem construir ou destruir. É interessante perceber como as palavras se eternizam, tanto as positivas quanto as negativas, pois elas não permanecem apenas no ouvido, mas percorrem o universo dos sentimentos.        

Quer ler mais textos do Frei Jaime?
Clique para conferir textos dos colunistas do Pioneiro 

Uma das palavras mais utilizadas e pronunciadas é o amor. Porém, a prática, isto é, o exercício de tornar o amor visível e concreto nem sempre encontra muitos adeptos. Amar durante um tempo, não é algo muito difícil. Cultivar o amor, para que alcance a eternidade, é uma decisão madura e fonte de muitas alegrias. As diferentes formas de amor aguardam por respeito e compreensão. Sim, há um longo caminho de aprendizado, quando se trata de conjugar o verbo amar. 

Em tempos de significativas mudanças, que o amor possa deixar de ser palavra para tornar-se vivência. Sem contar que muitas pessoas precisam ser incentivadas para amar de verdade, com todas as exigências e responsabilidades que este agir supõe. Os discursos sem conteúdo e sem ações já não são mais acolhidos e validados. O ideal é diminuir a quantidade daqueles que falam de amor e aumentar o número dos que vivem o amor. Com mais pessoas exercitando o amor, o mundo será diferente e a convivência terá outro dinamismo. Sobram palavras e faltam gestos autênticos. A transformação não é difícil: basta que cada um faça sua parte. O amor é o propósito da vida. 

Bênção! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraço!

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros