Edital de fomento à cultura lançado por imobiliária caxiense divulga propostas selecionadas - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Artes05/10/2020 | 13h15Atualizada em 05/10/2020 | 13h15

Edital de fomento à cultura lançado por imobiliária caxiense divulga propostas selecionadas

"Sarau Cultural" contempla oito propostas em diferentes segmentos, com remuneração de R$ 1,5 mil par cada

Edital de fomento à cultura lançado por imobiliária caxiense divulga propostas selecionadas Divulgação/Divulgação
Foto: Divulgação / Divulgação

Entre 40 propostas inscritas, o edital Sarau Cultural #arteprolardagente, iniciativa do grupo imobiliário caxiense Prolar, revelou os artistas e profissionais da cultura contemplados em oito segmentos. Os escolhidos irão realizar seus projetos inéditos voltados para as plataformas digitais, como uma forma de retomar a produção e também garantir uma renda para esse período de perdas e cancelamentos, por conta da pandemia: cada proposta irá receber R$ 1,5 mil, totalizando R$ 12 mil investidos no projeto.

Para compor a comissão avaliadora, foram escolhidos profissionais renomados em suas áreas de atuação, pinçados em diferentes partes do Estado: Flávia Seligman (audiovisual); Ana Flávia Baldisserotto (artesanato); Luciano Fernandes (circo); Thiago Dalla Vecchia (culturas populares); Carlla Bublitz (dança); Sônia Zanchetta (leitura e literatura); Vania Beatriz Herédia (memória e patrimônio); e Yael Prizant (teatro). A leitura das propostas foi feita às cegas, entre 14 e 25 de setembro. 

De acordo com o edital, a partir de agora os contemplados têm até 9 de outubro para contratação. Após eles terão que executar sua propostas até 12 de novembro, sendo que as apresentações, oficinas ou produtos devem ser disponibilizados gratuitamente nas redes sociais, com ampla possibilidade de acesso pelo público. Para conferir, basta acessar as redes sociais dos artistas, ou seguir as hashtags: #umnovotempoprolardagente e #arteprolardagente.

A seguir confira os escolhidos, com sinopses resumidas de cada projeto.

Para além de estar em casa (audiovisual)
Proponente: Flóra Simon da Silva
Sinopse: Irá produzir cinco vídeos de 15 minutos cada, com dicas básicas sobre iluminação e composição para fotografia e audiovisual. O objetivo é desenvolver e aprimorar o olhar artístico em diferentes áreas da fotografia (retrato, produto, fotografia de família e cenários para audiovisual-cinema), propondo a utilização de equipamentos de iluminação que podem ser encontrados em casa como luminárias de mesa, refletores simples de jardim, lanternas. E para fotografar, o próprio celular.

Natureza Musical (artesanato)
Proponente: Leonardo de Paula
Sinopse: Construção de instrumentos musicais artesanais, com a maioria dos materiais advindos da natureza pura, inspirados em técnicas indígenas. O objetivo é transmitir esses conhecimentos para que mais pessoas possam se integrar com sua natureza essencial, através da música, seja simplesmente tocando ou participando da confecção de seus próprios instrumentos.

No tempo do meu coração (circo)
Proponente: Micheli Liziani dos Santos
Sinopse: Um vídeo, onde dois malabaristas performam com variados materiais circenses, como claves, bolinhas, tecido aéreo, aros, acrobacias, monociclo, equilibrismo. A montagem do vídeo contará com uma mensagem reflexiva, sendo essa narrada em áudio e em libras (linguagem dos sinais), cujo tema irá dialogar com a proposta do projeto (arte pro lar da gente).

O espaço da casa como laboratório criativo em videodança (dança)
Proponente: Jéssica Cristiane Viganó
Sinopse: O projeto leva a experimentar as possibilidades criativas da videodança com o que temos à nossa disposição, partindo do pressuposto que, ao invés de orçar equipamentos caríssimos, poderíamos fazer uso dos recursos que a modernidade colocou nas nossas mãos, especialmente os smartphones. Propõe atividades que exploram e restabelecem as relações entre o indivíduo e o seu espaço, propondo atividades de criação de cenários caseiros, exploração da luz natural dos ambientes e busca também na própria casa formas artificiais de iluminação. O artista também é convidado a criar a trilha sonora de seus vídeos, buscando os sons que seu espaço produz, narração ou percussão.

Uma história para te contar (leitura e literatura)
Proponente: José Henrique Alves de Castilhos
Sinopse: Propõe criar em texto e gravar oito histórias (contos populares, mitos e lendas do Brasil e do mundo) que serão disponibilizadas nas redes sociais. O maior objetivo é a disseminação das histórias e da arte de contar e, assim, inspirar.

Se a quarentena são 40 dias, como chamar 180? (teatro)
Proponente: Miguel Beltrami
Sinopse: Realizar uma obra audiovisual de 5 a 10 minutos sobre um grupo de teatro durante o período da pandemia do coronavírus, no gênero comédia. Embora esse roteiro seja ficcional, a sua construção e dramaturgia terá como base a própria experiência pessoal vivenciada por nosso grupo de teatro nesse período de pandemia, que também realiza apenas encontros virtuais.

Podcasts: Memórias de Galópolis (memória e patrimônio)
Proponente: Geovana Erlo
Sinopse: O projeto Podcast Memórias de Galópolis - 2ª Temporada é vinculado ao Museu de Território de Galópolis - que objetiva a preservação e divulgação do patrimônio cultural material e imaterial do bairro. Visa dar voz à comunidade do bairro, criando um podcast disponibilizado semanalmente nas plataformas online do Museu, trazendo relatos de moradores sobre as suas memórias individuais e coletivas relacionadas ao território e comunidade locais.

Leia também
Pedagogas caxienses oferecem capacitação com foco na educação infantil em tempos de pandemia
Conheça a nova coleção da grife caxiense FIG Cool Leather
Personagem Lova estrela quadrinhos online
Sandra Cecília Peradelles: o Brasil em chamas 
Quer inovar no cardápio? Faça tortelloni de gorgonzola e pera com molho bechamel 
Conheça histórias por trás do edital UNO-me, dedicado a artistas da periferia de Caxias

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros