Concerto para cerca de 100 pessoas marca reabertura de anfiteatro após sete meses, em Bento Gonçalves - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Cultura 28/10/2020 | 23h15Atualizada em 28/10/2020 | 23h19

Concerto para cerca de 100 pessoas marca reabertura de anfiteatro após sete meses, em Bento Gonçalves

Distanciamento e uso de máscara no palco e na plateia fazem parte do novo normal dos eventos, liberados pelo Estado

Concerto para cerca de 100 pessoas marca reabertura de anfiteatro após sete meses, em Bento Gonçalves Porthus Junior/Agencia RBS
Apresentação não chegou a reunir as 150 pessoas que tiveram acesso aos ingressos, o que facilitou controlar o distanciamento Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

Ainda sem poder receber o sorriso, mas podendo sentir o calor dos aplausos e olhar nos olhos do público, a Orquestra de Câmara da Fundação Casa das Artes, de Bento Gonçalves, subiu ao palco do Anfiteatro Ivo da Rolt na noite desta quarta-feira. Foi a reabertura do espaço após sete meses fechado ao público, por conta da pandemia de Covid-19. 

O concerto, em homenagem ao Dia do Servidor Público, que inicialmente teria apenas transmissão ao vivo pela internet, contou com a presença de cerca de 100 espectadores, graças à liberação garantida pelo decreto 55.537, de 9 de outubro de 2020, do governo do Estado. A mesma medida permitiu a volta das sessões de cinema e eventos sociais para municípios que estejam há duas semanas na bandeira amarela e laranja (o que representa risco baixo e médio de contágio pelo coronavírus). 

Para buscar garantir a segurança daqueles que saíram de casa na noite de clima agradável, a equipe da Secretaria de Cultura fez a medição de temperatura corporal de todos que entraram no prédio. Também foi estimulado o uso de álcool em gel, disponível na entrada do teatro, e os assentos disponíveis e indisponíveis estiveram demarcados, a fim de respeitar o distanciamento. Pessoas do mesmo grupo familiar sentaram lado a lado, deixando pelo menos um lugar vago de distância para o grupo seguinte. Foram disponibilizadas 150 entradas (divididas entre patrocinadores da Orquestra, servidores públicos  e comunidade em geral), mas nem todas foram utilizadas.

 BENTO GONÇALVES, RS, BRASIL, 28/10/2020. Concerto da Orquestra de Câmara  da Fundação Casa das Artes marcou a reabertura do Anfiteatro Ivo da Rolt e o retorno da música ao vivo presencial em Bento Gonçalves, na noite desta quarta-feira. Na foto, Valdecir Predebon, 55 e Sirlei Chiminazzo, 57. (Porthus Junior/Agência RBS)<!-- NICAID(14628570) -->
O casal Valdecir Predebon e Sirlei Chiminazzo mudou de ideia e decidiu ir após a mulher se emocionar com uma música clássica no começo do diaFoto: Porthus Junior / Agencia RBS

Durante o espetáculo, em que o grupo conduzido pelo maestro Gilberto Salvagni apresentou obras de Mozart, Bach, Beethoven e Ennio Morricone, entre outros, o público respeitou as normas e aplaudiu entusiasmado. O concerto também teve transmissão ao vivo na página @culturabento no Facebook.

- A música traz um alívio para a vida da gente nesses dias difíceis. Quando meu marido e eu fomos convidados a vir, no início achamos que não era o momento. Mas hoje eu estava caminhando e por acaso ouvi uma música clássica que me emocionou e fez mudar de ideia. A saudade desses momentos falou mais alto - comentou a designer Sirlei Chiminazzo, 57, que estava acompanhada do marido Valdecir Predebon.

 BENTO GONÇALVES, RS, BRASIL, 28/10/2020. Concerto da Orquestra de Câmara  da Fundação Casa das Artes marcou a reabertura do Anfiteatro Ivo da Rolt e o retorno da música ao vivo presencial em Bento Gonçalves, na noite desta quarta-feira. (Porthus Junior/Agência RBS)<!-- NICAID(14628593) -->
Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

O secretário da Cultura de Bento, Evandro Soares, destacou a felicidade de poder voltar com eventos desse porte,  mas ressaltou a necessidade de fazer as pessoas entenderem que a pandemia não acabou, e que os cuidados ainda são muito necessários. 

- É uma primeira experiência desse novo normal, com público misto entre o presencial e o virtual, que tende a se multiplicar. Pode ser mais difícil em casos onde há cobrança de ingressos, mas para apresentações públicas é mais viável. Embora a gente perceba que há uma sensação de normalidade nas ruas, não podemos deixar de passar a mensagem de que os cuidados seguem sendo muito necessários. Acho que a palavra-chave é cautela. Saber que com segurança é possível voltar, mas ainda não podemos voltar com tudo, nem com todos. A hora que formos tirar a fotografia da orquestra de máscara, com o público em menor número e distante, teremos a noção de que esse é o retrato do novo normal - destacou Evandro, antes do concerto.

Leia também
Prático e delicioso: aprenda a fazer sorvete de manga com apenas três ingredientes
Orquestra de Câmara de Bento realiza concerto nesta quarta
A arte não para#21: a Cultural Revolução de Álvaro de Lazari só cresce
Projeto virtual A Casa Como Cena investiga a videodança
VÍDEO: conheça "Brigadeiro de Panela", sucesso do caxiense Gusta 


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros