Após vender carro, Tem Gente Teatrando lança edital UNO-me para investir em artistas da periferia de Caxias - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Auxílio04/09/2020 | 08h00Atualizada em 04/09/2020 | 08h00

Após vender carro, Tem Gente Teatrando lança edital UNO-me para investir em artistas da periferia de Caxias

Interessados podem se inscrever a partir desta sexta-feira; saiba como

Após vender carro, Tem Gente Teatrando lança edital UNO-me para investir em artistas da periferia de Caxias Zica Stckmans/Divulgação
Foto: Zica Stckmans / Divulgação

A iniciativa inusitada e criativa do pessoal da Tem Gente Teatrando deu certo e agora quem irá se beneficiar são os artistas caxienses que se dedicam a levar arte e cultura para as periferias. O carro Fiat Uno 1995 (modelo 1996), colocado à venda por R$ 5 mil foi negociado nesta semana, e o valor será utilizado para auxiliar 20 iniciativas artísticas, que já podem se cadastrar para concorrer ao benefício de R$ 250.

Leia mais
Campanha da Tem Gente Teatrando vende Uno para investir em artistas da periferia de Caxias
Tem Gente Teatrando completa 30 anos dedicados à arte em Caxias do Sul 

Intitulado UNO-me, o edital está disponível online. Interessados têm até o próximo dia 16 para preencher a ficha de inscrição, prestando atenção aos pré-requisitos. O principal é comprovar sua atuação junto às comunidades periféricas de Caxias, seja produzindo arte ou participando de projetos culturais e sociais. Outra exigência é que o trabalho inscrito – seja música, teatro, poesia, desenho, dança ou graffiti  – seja 100% autoral e esteja em fase de montagem ou execução. 

Ao comentar a iniciativa para a coluna 3por4 na semana passada, a diretora da TGT, Zica Stockmans, chamou a atenção para o fato de muitas iniciativas de relevância nas periferias, que muitas vezes são decisivas para desviar crianças e adolescentes do caminho do tráfico e da violência, correm o risco de deixar de existir por conta da crise provocada pela pandemia. Com a venda do carro, que por mais de uma década serviu à escola de teatro, a intenção é não apenas contribuir com o dinheiro, mas também chamar a atenção para a situação.

– O edital tem vários ciclos significativos. O primeiro deles é a gente mostrar que cada um pode contribuir, mesmo que de forma singela, para amenizar essa situação, principalmente a iniciativa privada. Outro elo é o fato de sermos uma empresa artística, que também está sendo muito afetada, mas temos essa simbologia de dar a mão ao nosso igual, dentro da possibilidade que nos é permitida. A outra coisa é uma crença que nos move, como TGT, que é o fato de esses ciclos serem muito significativos, que os próprios protagonistas da periferia reproduzem e retroalimentam a própria comunidade. O UNO-me é um singelo edital para chamar a atenção de que isso é possível, de que é preciso investir ali. E, mesmo que de forma subliminar, chamar o artista da periferia para o debate e mostrar que eles têm direito aos fomentos para retroalimentar financeiramente os seus projetos através de uma LIC, por exemplo – disse Zica.

Os premiados serão escolhidos no dia 17 de setembro e o valor será entregue três dias depois. Todos os trabalhos contemplados serão divulgados nas redes sociais da Tem Gente Teatrando (@temgenteteatrando).

Serviço
:: O quê: Inscrições Edital UNO-me.
:: Quando: de 4 a 16 de setembro de 2020.
:: Onde se inscrever: clique AQUI.
:: Mais informações: AQUI ou pelo (54) 9 9169-7586.

Leia também
Grife caxiense Dedeka resgata canções clássicas da infância em nova coleção
Plano de Ação de Caxias para aplicação de recursos da Lei Aldir Blanc é autorizado pelo Ministério do Turismo
A arte não para #13: as estripulias do Quiquiprocó agora são virtuais

do Quiquiprocó agora são virtuais

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros