Frei Jaime: como são belos os dias daqueles que escolhem contar as bênçãos - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Opinião14/08/2020 | 08h00Atualizada em 14/08/2020 | 08h00

Frei Jaime: como são belos os dias daqueles que escolhem contar as bênçãos

A distância entre preço e valor é conhecida desde sempre

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Bom Dia! A sexta-feira chega sem muita pressa... Os pensamentos se misturam... às vezes, seria bom não pensar mais nada... pois a vida acontece, apesar dos desencontros e dos desacertos... Como são belos os dias daqueles que escolhem contar as bênçãos e não somente os tropeços... Feliz sexta-feira! 

"Dizem que as pessoas só dão valor depois que perdem. Eu tenho comigo que elas sabiam o que tinha valor, só não sabiam é que iam perder." 

A distância entre preço e valor é conhecida desde sempre. A maior parte das coisas tem preço, outras têm valor. Quem descobre a real diferença entre ambos é capaz de impulsionar sensivelmente a caminhada, em busca da felicidade. Por outro lado, o excesso de informações, promoções e visualizações pode creditar alto valor ao que é relativo. Infelizmente não são poucos os que tentam resgatar o que já se perdeu, pelo simples fato de não ter valorizado no tempo propício. O fato de não imaginar ou calcular o risco de perda, faz com que muitas pessoas tratem com desinteresse o que é precioso.                                       

Quer ler mais textos do Frei Jaime?
Clique para conferir textos dos colunistas do Pioneiro

Quantos tesouros jogados fora pelo descuido, insensibilidade e de desrespeito para com a paciência da outra pessoa. Não é difícil descobrir o que realmente tem valor, basta tomar uma certa distância dos preços e o valor imediatamente se sobressai. Em outras épocas, as alternativas eram em menor número e as pessoas acabavam sacrificando a própria felicidade, mesmo não sendo valorizadas. Não há necessidade de viver com medo de perder, pois não resolve e nem ajuda. 

O segredo é descobrir o valor de tudo o que não está à venda, para reconhecer a importância e o significado do valor que marca o universo afetivo das pessoas. O mundo dos negócios lida bem com a precificação. O coração clama por valorização. As histórias de perdas sempre estão acompanhadas de lágrimas. Infelizmente muitas situações não podem ser revertidas. O segredo é fazer as pazes com a maturidade e pensar muito bem na hora de tomar decisões. O melhor da vida não está lá fora, mas dentro da própria casa. Que a humildade possa servir de lentes, para distinguir o que tem valor daquilo que tem somente preço. A vida é capaz de somar mais ganhos do que perdas, quando o emocional se abraça à racionalidade. Sem dúvida, a existência vale muito. 

Bênção! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraço!  

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros