Frei Jaime: querer que somente os outros melhorem é muito cômodo - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Opinião09/07/2020 | 08h00Atualizada em 09/07/2020 | 08h00

Frei Jaime: querer que somente os outros melhorem é muito cômodo

Um novo dia não é apenas uma soma de 24 horas

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Bom Dia! O amanhecer é sempre portador de possibilidades... Bem-vinda, 5ª feira! Que as horas sejam produtivas e leves, que o amor espante os desencontros e que a paz drible os empecilhos... Um novo dia não é apenas uma soma de 24 horas, é um momento único que não volta mais... Como é significativo viver criativamente... Feliz jornada! 

"Quando você sair da tempestade, não será a mesma pessoa que entrou." (Haruki Murakami). 

Nas diferentes situações da vida, entre bons e exigentes momentos, cada pessoa tem uma reação e, também, uma percepção. Nunca foi falado tanto em transformação da humanidade, mudança do jeito de proceder, reencontro com os valores e descoberta dos reais valores. Os itinerários, neste tempo, são outros e diminuídos, pois ficar em casa tornou-se praticamente o único programa diário. O desejo de mudança nem sempre contempla a própria pessoa. A grande maioria, quando se refere ao processo de humanização, não se inclui, pois acha que quem deve mudar são os outros. Nesta grande ‘tempestade’ mundial, a cura partindo da humildade ainda não é uma certeza.                                  

Quer ler mais textos do Frei Jaime?
Clique para conferir textos dos colunistas do Pioneiro

Querer que somente os outros melhorem é muito cômodo, é uma atitude de superioridade e de ausência de bom senso. A mudança desejada para os outros deveria estar sustentada nas referências, que a própria pessoa carrega consigo. Dizer que o mundo não será mais o mesmo, pode ser um suave discurso ou um refrão, sem uma autoria confiável. A crença na transformação das pessoas é salutar e significativa, na medida em que cada qual se comprometa em fazer a sua parte. 

Se cada um se ocupar com a sua própria mudança, a humanidade alcançará uma boa qualificação. Pequenas adequações de postura e de comportamento permitirão que o todo seja infinitamente melhor. Ninguém precisa passar da água para o vinho, isto é, se reinventar totalmente, mas agregar aqueles valores que impactam na conivência consigo e com os outros: a bondade, a simplicidade, o respeito, a ética, a espiritualidade e a solidariedade. A tempestade vai passar, logo mais, e o sol brilhará novamente. Vai dar tudo certo. A persistência pode provocar o ressurgimento do desejo de viver de forma mais leve e alegre. Todos têm a oportunidade de tornar-se uma nova pessoa. A hora é agora. 

Bênção! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraços!

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros