Frei Jaime: perdoar é dar paz a si mesmo - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Opinião07/07/2020 | 08h00Atualizada em 07/07/2020 | 08h00

Frei Jaime: perdoar é dar paz a si mesmo

É muito difícil viver espontaneamente

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Bom Dia! A terça-feira chega imprimindo ritmo e movimento... Lá vamos nós para mais um dia... O que pensamos e sentimos pode ser ordenado, para contribuir com a saúde emocional... A energia é a mesma: pode ser usada para o pessimismo, mas também pode ser direcionada para o otimismo... Escolha a melhor parte, utilize seu potencial para aumentar o bem, dentro e fora de você... Vamos que vamos! 

"Perdoar é dar paz a si mesmo." 

A busca pela paz cresce diariamente, pois se trata de algo essencial, que concede à vida a naturalidade. É muito difícil viver espontaneamente, sem carregar consigo o dom da paz. Porém, o desejo de paz está atrelado ao exercício do perdão. Realmente, viver o perdão é algo exigente, supõe maturidade e muita fé. Por outro lado, o perdão não beneficia somente a outra pessoa. O maior ganho é direcionado à pessoa que aceita perdoar, mesmo não sendo culpada do ocorrido.                         

Quer ler mais textos do Frei Jaime?
Clique para conferir textos dos colunistas do Pioneiro

O ato de perdoar supõe um verdadeiro treino diário, pois sempre surgem situações que só serão solucionadas com a compreensão, que nasce do desejo de perdoar. Viver um dia sem paz é praticamente não viver. São muitas as ponderações, quanto à dificuldade de alcançar o perdão. Porém, a falta de humildade pode estar na base da dificuldade de virar a página e seguir em frente, sem ficar lamentando o desencontro ocorrido ou a ofensa recebida. Uma pessoa que vive a humildade tem consciência que todos podem errar e, por isso, sente-se chamada a alcançar o perdão. 

Assim como a bondade e o amor são fortalecidos pelas trocas que ocorrem, o perdão também se estabelece quando surge a disponibilidade sincera de dar e receber perdão. As pessoas que não aceitam praticar o perdão acabam endurecendo o coração, desencadeando um longo processo de sofrimento. Quem perdoa se torna leve, alegre e livre. Sim, perdoar é dar a paz a si mesmo, para continuar trilhando os diferentes caminhos da vida. Assim como as necessidades básicas devem ser supridas, da mesma forma o ser humano precisa da paz para conseguir qualificar sua existência, no encontro com a felicidade. Novos tempos só acontecem com pessoas renovadas pelo perdão, que leva à paz. 

Bênção! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraço!

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros