Frei Jaime: ânimo e paz, tudo vai ficar bem - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Opinião13/07/2020 | 08h30Atualizada em 13/07/2020 | 08h30

Frei Jaime: ânimo e paz, tudo vai ficar bem

O ser humano aprende o tempo todo

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Bom Dia! Um novo dia e uma nova semana se apresentam para todos nós... Com o coração agradecido, acolhemos esta incrível oportunidade de vida... Na pressa para que esse momento passe, corremos o risco de não ajudar a ficar tudo bem... As normas são conhecidas, é preciso paciência e atenção para construir a solução, que se somará à cura física... Ânimo e paz! Tudo vai ficar bem! Boa semana! 

"A curva do esquecimento é mais importante do que a curva da aprendizagem." (Romeo Busarelo). 

O ser humano aprende o tempo todo e, conforme vai assimilando novos conhecimentos, vai ampliando os horizontes. O papel da aprendizagem é muito maior do que a assimilação de um novo conteúdo. Enquanto o cérebro processa algo novo, a vida abre espaço para ampliar o próprio significado. De todos os lados, vozes se levantam para confirmar que é necessário mudar, transformar e se reinventar. Poucos recordam ou elencam o que deve ser esquecido, para que algo novo seja assimilado. O esquecimento não acontece de forma automática diante da novidade, necessita de um exercício que supõe saber desaprender para assimilar um outro jeito de ser.                                           

Quer ler mais textos do Frei Jaime?
Clique para conferir textos dos colunistas do Pioneiro

A curva do esquecimento, neste momento, é muito importante ser administrada, pois a assimilação depende do movimento de saber desaprender para abrir-se às mudanças. No final do ano, no campo dos negócios, todos estarão praticamente no mesmo pé de igualdade competitiva e a capacidade de se abrir para o novo e deixar para trás os velhos hábitos, será determinante entre o sucesso e o fracasso. A maioria está ofuscada por novas oportunidades, mas pouco animada em se desfazer daqueles hábitos e estratégias que, comprovadamente, já não produzem nenhum efeito positivo. 

O mesmo vale para a vida pessoal: os novos valores só serão efetivamente transformadores se houver a firme decisão de descartar o que já não soma mais. A esperteza, a ganância, a falta de ética e o excesso de aparência e superficialidade já pertencem ao passado, são fórmulas que já não geram ganhos. Aumentar a curva do esquecimento é como aprender a ser uma nova pessoa, sem o peso das mágoas, sem a exaltação do próprio ego, distante da vaidade e da ostentação, para abraçar a autenticidade. Quem souber aderir ao esquecimento se encontrará, sem dúvida, com a humildade e com aquela genuína alegria, reservada às pessoas leves e livres. 

Bênção! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraços!

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros