Sociedade por João Pulita - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

SOCIAL25/05/2020 | 06h10Atualizada em 25/05/2020 | 06h10

Sociedade por João Pulita

Veja a coluna social desta segunda-feira!

Sociedade por João Pulita Ana Salvi / Divulgação/Divulgação
Fernanda Zanella e Liliane Colório comemoram o primeiro aniversário da curadoria da plataforma digital de arquitetura e decoração Foto: Ana Salvi / Divulgação / Divulgação

Primeiro

Fernanda Zanella e Liliane Colório, mentoras e geradoras de conteúdo do portal Conecta Decor celebram, neste mês, o primeiro ano de gestão do projeto. O portal é uma plataforma digital de arquitetura e decoração que linka indústria, empresas, arquitetos, designers de interiores e serviços, em um único espaço.  Além de um guia, elas apresentam também, uma revista virtual do segmento.

Clique e confira outras edições da coluna social de João Pulita

O estilo de Jéssica Zanin na temporada fashion da Bella Mania, que promete causar também no outono/inverno Foto: Ana Tavila Ferreira do Nascimento / Divulgação

Valsa

As jovens Clarissa Lucena Bertuol e Isadora Shulz Magnabosco, sensibilizadas com a mudança de data das festas de 15 anos de amigas devido à pandemia da Covid-19, organizarão uma live para que elas possam se sentir abraçadas. Ao mesmo tempo, fazer dela uma proposta solidária para ajudar aqueles que mais necessitam neste momento, uma #livedobem. Então, surgiu o projeto intitulado Meus 15 anos! E agora? um evento social online, com convidados da área e um desfile pocket de amigas, no dia 5 de junho, às 20h, pela Bitcom TV. A #livedobem das meninas terá renda revertida para a Liga Feminina de Combate ao Câncer – Núcleo Caxias do Sul.

.

A Novidade Brasileira no Velho Mundo

Nicole Teixeira CorralesFoto: Arquivo Pessoal / Divulgação

A caxiense Nicole Teixeira Corrales,  22 anos, libriana, filha de Fredy Corrales e Claudia Teixeira Yazbek é um fenômeno no mundo digital. Aos 18, mudou-se sozinha para a Inglaterra para cursar Business Management na Universidade de Sussex, em Brighton. Como já compartilhava parte da vida pessoal em suas redes sociais, em 2016, ela viu seu perfil crescer cada vez mais, o que se tornou uma profissão em 2017, ano que nasceu sua primeira filha com Casey Barker, Harlow Barker, hoje com dois anos. Em outubro de 2019 deu a luz a seu segundo filho, Lake Barker. No meio de uma agenda muito intensa, Nicole vem ao Brasil o máximo possível para visitar a mãe e as irmãs, que atualmente residem em São Paulo, e o pai, em sua cidade natal. Com parcerias internacionais como Chanel Beauty, Disney, Pampers, Topshop e Nars, Nicole acertou em cheio em uma das profissões mais contemporâneas e gerencia seu negócio com muitos projetos em mente. Embarque na velocidade da vida de Nicole!

Qual sua lembrança da infância e que sabor te remete essa época? Ir ao Recreio da Juventude, em Caxias, com os meus pais. Ficar na piscina e depois horas brincando no parquinho. E para fechar com chave de ouro: o sorvete no cascão.

Como famosa influenciadora digital, qual seu conselho para quem está começando na área? Seja você mesmo! Compartilhe os altos, mas também os baixos. Estamos tão acostumados a ver a “vida perfeita” nas redes sociais que é importante mostrar que também temos dias ruins. Afinal de contas somos humanos! Aquele pequeno senso de humanidade é muito importante, pois é o que estabelece e fortalece a conexão com a audiência.

Como encara a exposição nas redes sociais? Sempre vejo como parte do meu trabalho. Como tudo na vida, tem um lado bom e outro ruim. Eu recebo muito carinho dos meus seguidores, tem muita gente que gosta da gente e celebra nossas vitórias. A parte ruim é perder um pouco da privacidade, mas, com o tempo fui aprendendo a diferença entre o que pode ser dividido e o que deve ficar no privado. 

Nicole Teixeira Corrales com o marido e os filhos, Casey, Harlow e Lake BarkerFoto: Arquivo Pessoal / Divulgação

Imagem é tudo? É importante, mas não é tudo. Traduz parte daquilo que somos e de como queremos mostrar. Porém, atitudes superam qualquer imagem e é o que fazem a diferença. Muitas vezes as pessoas se atraem pela imagem exterior, mas, se não houver conteúdo, o vazio interior faz a imagem deteriorar no longo prazo. 

De onde surgem as ideias dos vídeos? Busca referência em algum outro Youtuber? Acho muito importante me manter conectada com a minha audiência, mostrando que, do mesmo jeito que eles estão sempre me apoiando em tudo, eu também estou aqui para eles! Então, é sempre uma combinação do feedback que recebo e ideias que eu mesma crio. 

Como interpreta o mercado de trabalho digital tão contemporâneo comparado com outras áreas mais tradicionais? Acho difícil a comparação, pois cada um desempenha um papel diferente na sociedade - ambos importantes. O mercado de trabalho digital é uma porta que abre muitas possibilidades, não só aos jovens, mas, para qualquer pessoa. Há ainda um certo preconceito por parte daqueles que não têm muita informação sobre como é o trabalho no meio digital, pois, afinal de contas, a minha profissão vai muito além de postar selfies e vídeos. Usando como exemplo a atual situação do COVID-19, todos têm seu papel nessa batalha, e sou muito grata por conseguir contribuir com um dos ativos mais importantes da minha profissão: a minha plataforma. O governo da Inglaterra me contatou para ajudar na divulgação e reforçar algumas mensagens importantes sobre o vírus, por exemplo: descrever os sintomas, o que fazer caso esteja doente e a importância do distanciamento social. Não só reforcei essas informações, mas também fiz uma campanha para arrecadar fundos para o sistema público de saúde - e pude fazer isso por meio dos meus vídeos. Além da ajuda direta à pandemia, o meu conteúdo serve também como um certo “escape da realidade”. Mais do que nunca, durante a quarentena, as pessoas estão buscando formas de se distrair, seja com filmes, séries, músicas, livros ou o mais contemporâneo: o youtube.

Se pudesse voltar à vida na pele de outra pessoa, quem seria? Coco Chanel. Simplicidade com elegância, uma mulher forte que lutou para mudar a sociedade.

Traço marcante de sua personalidade? Persistência e ambição, sempre mantendo os pés no chão.

Qual a passagem mais importante da sua biografia e que título teria se fosse publicada? Começa com a minha família se despedindo de mim no aeroporto e eu entrando em um portão que trazia muito mais significado que apenas “embarque”. Era não só um voo internacional, mas sim, o meu passaporte para um capítulo importante da minha vida. No qual desenvolvi independência e ao mesmo tempo descobri um novo significado, marcado pela primeira vez em que segurei a minha filha no colo. Ver o rosto dela, descobrir suas feições, saber que ela era parte de mim e que tinha a responsabilidade de educá-la para o mundo. Naquele momento eu expandi, deixei de ser apenas a Nicole e me tornei mãe. O título seria Quem Tem Medo de Perder, Perde a Força de Ganhar.

Nicole Teixeira CorralesFoto: Arquivo Pessoal / Divulgação

Se tivesse vindo ao mundo com uma legenda ou bula, o que conteria nela? Indicações: para coragem de se aventurar e conquistar sonhos. Contraindicações: não deve ser combinada com desorganização.

Um hábito que não abre mão? Fazer sessões de chamadas de vídeo com a minha família, no Brasil. Além de matar um pouco da saudade que sinto, ajuda a Harlow com a língua portuguesa.

Quanto tempo do dia dedica para gravar os vlogs? Há três etapas importantes nesse processo: criação, gravação e edição. A criação pode durar dias, e dependendo do vídeo até semanas. A gravação geralmente dura um dia, pois um vlog é equivalente a 24h. E por fim, o processo de edição varia de acordo com o vídeo, levando no mínimo três horas. Tem muita gente que pensa que vida de influencer é só posar para fotos. E com certeza não é não! Por trás dos cliques há sempre um bom planejamento de conteúdos e campanhas.

Já trabalhou com alguma marca que sempre sonhou? Trabalhar com uma marca que você sempre acreditou e que sempre fez parte da sua vida de alguma forma é surreal. Sou extremamente grata em ter trabalhado e viajado com marcas que eu amo - algo que eu jamais teria imaginado! Alguns exemplos que mais gosto: ir ao festival Coachella pela Claire’s (marca americana de acessórios), fazer parte da estreia e tapete vermelho do filme Dumbo, da Disney, em Los Angeles e ser convidada para palestrar sobre influencers no Headquarters da Chanel, em Londres.

Como exercita a criatividade estando em casa, na quarentena? Estou passando a quarentena com a minha família no Brasil e estar rodeada de energias positivas e pessoas que me fazem bem é uma benção! Isso me estimula bastante.

Como lida com o fato de estar influenciando milhares de pessoas ao mesmo tempo? Com muita responsabilidade! Sempre brinco que é muito engraçado quando me param na rua para falar que me acompanham ou que assistem aos meus vídeos. Quando estou gravando, falo com a câmera como se estivesse falando com amigos ou pessoas próximas à mim, e como faço, muitas vezes, só a câmera e eu, parece que ninguém vai, de fato, assistir. Por mais que o número de visualizações esteja em uma tela, essa transição entre o mundo online e o físico é muito louca. 

Reflexão de cabeceira? Não importa se tive um dia ruim ou bom, sempre agradeço!




 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros