Frei Jaime: todos têm seus compromissos, mas nada justifica a ingratidão - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Opinião11/05/2020 | 09h44Atualizada em 11/05/2020 | 09h44

Frei Jaime: todos têm seus compromissos, mas nada justifica a ingratidão

Que a gratidão e a oração sejam os melhores presentes

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Bom Dia! O sábado amanhece alegremente... É véspera do dia das mães... Mudam alguns formatos de manifestação, mas o amor às mães é sempre intenso... Há muitas formas de se encontrar, pois uma das mais belas características do amor é a criatividade! Que a gratidão e a oração sejam os melhores presentes, neste e em todos os dias! Feliz Dia das Mães! Feliz Dia em Família! 

"Em tempos de correria valorize quem arruma tempo para você, mesmo tendo um monte de outras coisas para fazer." 

O tempo é um dom destinado a todos, em igual proporção. Todos desfrutam da mesma quantidade de tempo. A liberdade permite que cada qual distribua o tempo, a partir das suas prioridades. O sustento pessoal e familiar ocupa a maior parte das horas e dos dias. O estudo e o aperfeiçoamento também aguardam por uma reserva de tempo. Mas existe um tempo que poderia ser denominado de tempo da gratuidade, destinado ao afeto. Todos necessitam de um espaço livre para realizar aquilo que mais gosta de fazer.   

Quer ler mais textos do Frei Jaime?
Clique para conferir textos dos colunistas do Pioneiro

Dedicar a maior parte do tempo ao trabalho não é o problema, a dificuldade é não ter tempo para si mesmo. Dentre todas as pessoas extremamente ocupadas, tem uma que é muito criativa em arrumar tempo para simplesmente amar: a mãe. Sempre com mil atividades, as mães conseguem multiplicar o tempo, quando se trata de ser presença, de fazer o bem, de doar-se sem esperar nada em troca. No coração da mãe, o tempo alcança a eternidade, multiplica a bondade, diviniza o que poderia ser apenas humano. É difícil imaginar que alguns filhos não reconhecem a dedicação das mães. Não são poucas as mães que, dificilmente, ouvem um obrigado de seus filhos e familiares. 

Mesmo assim, as mães não desistem, continuam, amam sem medida, utilizam todas as horas para fazer o que mais sabem fazer: doação total. Todos têm seus compromissos, preocupações, alegrias e decepções, mas nada justifica a ingratidão. Algumas mães derramam lágrimas, quando se dão conta de que os filhos estão distantes do amor. Quantas preces brotam dos lábios e do coração das mães que não vivem mais para si mesmas, mas pelos filhos gerados e eternamente amados. Mesmo que muitas coisas não estejam dando certo, não faz bem esquecer de valorizar aquelas que dedicam todo o tempo do mundo aos filhos. De coração para coração: mãe, muito obrigado! 

Bênção! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraço!

Leia também
Como empreendedores de Caxias estão enfrentando as incertezas causadas pelo coronavírus
Artistas caxienses contam como tentam se adaptar à nova realidade temporária, após a pandemia

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros