Frei Jaime: Os que cultivam a essência são transparentes - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Opinião14/05/2020 | 08h00Atualizada em 14/05/2020 | 08h00

Frei Jaime: Os que cultivam a essência são transparentes

O ser humano está em contínua construção

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Bom Dia! A claridade vai chegando aos poucos... Ela não está sozinha, pois se encontrou com o friozinho, enquanto se aproximava... Com disposição e alegria vamos acolher esta quinta-feira, dia 14 de maio... Ainda bem que a esperança veio para ficar... Acreditamos num amanhã melhor, com saúde e paz... Tudo está dando certo, mesmo que os passos sejam lentos! Vamos que vamos! 

"A aparência se vê, a essência se sente." 

O ser humano está em contínua construção. O mundo segue evoluindo e a vida respira, diuturnamente, transformações. O aperfeiçoamento é parte essencial da ascendência do ato de existir. As pessoas não mudam unicamente porque o mundo está mudando. A transformação humana se dá através do processo de fidelidade para com a essência. Existir é muito mais do que ter um corpo e ocupar um espaço, num tempo cronológico. 

Quer ler mais textos do Frei Jaime?
Clique para conferir textos dos colunistas do Pioneiro

Quem consegue pensar e refletir a própria vida percebe, aos poucos, o quão grandioso é usufruir de dons, resgatando a inspiração, vislumbrando os instantes de eternidade reservados para todos aqueles que não estão presos à aparência. Acontece que a vida é muito intensa, em todos os sentidos. O apego excessivo à exterioridade pode impedir que a existência seja sentida profundamente. Quantas pessoas vivem de qualquer jeito ou até pensam que não vale a pena viver, simplesmente porque não conseguem avançar para além do aspecto físico e material. Os que cultivam a essência são transparentes, leves, amigos e de uma bondade para além da média comum. 

Os diferentes relacionamentos, da família à profissão, carecem de essência, isto é, de profundidade e de encantamento. Quando a vida for mais sentida, muitos distanciamentos serão eliminados. O coração está necessitado de afeto, de reconhecimento e de atenção. Para ter algumas coisas materiais, muitos esquecem de viver com serenidade e paz. A vida sempre será maravilhosa para aqueles que sabem imprimir, aos dias, um ritmo de humanização. A cada dia que passa a carência afetiva deve diminuir e a satisfação aumentar. Querer viver e gostar de viver é uma conquista diária, é o encontro com a própria essência, despido da aparência. 

Bênção! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraços!

Leia também
Como empreendedores de Caxias estão enfrentando as incertezas causadas pelo coronavírus
Artistas caxienses contam como tentam se adaptar à nova realidade temporária, após a pandemia

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros