Frei Jaime: mesmo que a incerteza se alastre, sempre há espaço para a esperança - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Opinião04/05/2020 | 08h00Atualizada em 04/05/2020 | 08h00

Frei Jaime: mesmo que a incerteza se alastre, sempre há espaço para a esperança

Não vemos nada além daquilo que nossos olhos alcançam

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Bom Dia! Uma nova semana e um novo dia chegam juntos para nos convidar ao recomeço... Mesmo que a incerteza se alastre nas frestas de nossas entranhas, sempre há um espaço para a esperança e para a fé... Não vemos nada além daquilo que nossos olhos alcançam, mas acreditamos em Alguém maior, que nos protege e que é incansável em multiplicar o AMOR! Feliz semana! O dia das mães se aproxima: sejamos criativos, sem esquecer os necessários cuidados! 

"A ansiedade não tira o problema de amanhã, ela só tira a paz de hoje." (Charles Spurgeron). 

A vida, nos últimos tempos, havia alcançado uma velocidade que impedia intervalos e negava espaços reflexivos. De uma hora para a outra, todos foram obrigados a diminuir o passo e alinhar uma parceria com o cuidado. A incerteza passou a substituir sonhos e planejamentos. O amanhã se recolheu e obrigou uma pausa em tudo o que levava o selo de  longo prazo. A mudança é considerada brusca principalmente por aqueles que não sabiam que estavam em alta velocidade, há muito tempo. 

A vida sempre precisou de calmaria, sem a pressão da ganância, sem o distanciamento familiar. Os rumos da sociedade tinham alcançado níveis extravagantes. Agora é necessário recompor o itinerário e confirmar a escala de valores. O foco deixa de ser material para tornar-se afetivo. Nem todos se dão conta que perderam a capacidade de harmonizar sua interioridade.               

Quer ler mais textos do Frei Jaime?
Clique para conferir textos dos colunistas do Pioneiro

A ansiedade tem feito verdadeiros estragos, impedindo a vivência tranquila do cotidiano, assim como ele se apresenta. A medicação pode ajudar no combate à ansiedade, mas a parte essencial cada um deve e pode fazer: acalmar-se e permitir que cada coisa aconteça no seu tempo. Viver um dia de cada vez não pode ser um pio conselho, mas uma prática que se estabelece pelo treino diário. Cada pessoa é chamada, neste momento único da história, a tornar-se protagonista de um novo jeito de ser. 

Viver ansiosamente não resolve o problema do amanhã, mas cria um nova e complicada situação: rouba a paz de hoje. Viver um dia sem paz é tempo perdido, é não viver. Quando a paz ocupa o seu lugar ideal, o coração, a vida enfrenta os desafios de uma forma mais criativa. É evidente que a incerteza, em relação ao futuro, machuca e preocupa. Porém, hoje é necessário ficar bem, viver em paz e confiar que tudo dará certo. Um dia de cada vez, rumo à eternidade. 

Bênção! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraço!

Leia também
Como empreendedores de Caxias estão enfrentando as incertezas causadas pelo coronavírus
Artistas caxienses contam como tentam se adaptar à nova realidade temporária, após a pandemia

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros