Conheça as crenças e os sonhos de Luciane Lopes Perez, a mulher que está à frente da cultura em Caxias - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Passaporte de encontros18/05/2020 | 11h23Atualizada em 18/05/2020 | 11h23

Conheça as crenças e os sonhos de Luciane Lopes Perez, a mulher que está à frente da cultura em Caxias

Formada em Turismo e Gestão de Pessoas, ela acredita na sintonia entre cultura e turismo 

Conheça as crenças e os sonhos de Luciane Lopes Perez, a mulher que está à frente da cultura em Caxias Juliano Vicenzi/Divulgação
Foto: Juliano Vicenzi / Divulgação

Ao assumir a Secretaria Municipal de Cultura de Caxias do Sul, no início de abril, Luciane Lopes Perez abriu a possibilidade de pôr em prática sua formação profissional e seus valores. Bacharel em Turismo, desde 2008, e especialista em Gestão de Pessoas, ela acredita na sintonia entre cultura e turismo.

– Este é um desafio que assumi a partir de um mundo que já vivia. Turismo e cultura andam juntos. Agora estou conhecendo mais o setor da cultura, tendo um novo aprendizado que é muito agregador – diz ela, porto-alegrense de 36 anos, que vive em Caxias há 30.

Leia mais
Mãe e filha falam sobre como exercem, trabalhando juntas, amorosidade por meio da arte
Mãe e filha falam sobre como exercem, trabalhando juntas, amorosidade por meio da arte

Quando pequena, Luciane conta que queria ser jornalista e ocupar a bancada do Jornal Nacional. Mas, na adolescência, ao realizar uma viagem internacional programada pelos pais José Anísio Perez e Elzira Regina Lopes Perez, descobriu a importância do Turismo.

– Percebi que havia planejamento em tudo. Os agentes e guias sabiam muito sobre a história dos lugares, que cada viagem era uma troca e um aprendizado diário. Foi um encanto – lembra.

O gosto pela organização de ações se afina com o prazer pelo encontro com as pessoas. Assim, acredita que este é um setor com potencial para transformações sociais.

– O Turismo é um setor em desenvolvimento, que pode nos dar um retorno muito  bom desde que bem pensado. Em harmonia com a Cultura, então, tudo pode ficar melhor – conta a Secretária.

Além da dedicação pelo ofício público, o momento à frente da Cultura é também de descobertas pessoais.

– Estou tendo novos aprendizados muito enriquecedores, aprimorando alguns sentimentos. Às vezes tenho ânsia de fazer as coisas rapidamente, mas descobri que é preciso ter paciência. Precisamos contar com outras pessoas – discorre.

Ciente dos tempos de quarentena, Luciane diz que gosta muito de caminhadas, de estar com sua família e com o noivo, Marcelo Zamboni Pauli.

– Adoro me reunir com a família em um bom churrasco. Isso recarrega nossas energias e nos deixa prontos para encarar as atividades. Também adoro viagens, ir ao litoral para desopilar – diz ela, que também pratica paddle. Por ora, tudo suspenso devido ao isolamento social.

O momento é de novos desafios e de sedimentar sua confiança em alguns valores fundamentais para o ser humano. Desejos de alguém regida pelos desígnios de Libra, que gosta dos encontros entre as pessoas e das artes. 

– Não poderia ter outro signo. Quero deixar um legado positivo na Secretaria da Cultura. Também pretendo construir a minha família e promover muitas viagens. Para mudar as coisas precisamos de coragem – pondera.   

Viagens a fazer
:: Europa
:: África
:: Tailândia

A cultura
:: Transforma
:: Une
:: Comunica

Leia também
Casa & Cia: quarto montessoriano explora possibilidades de brincar e aprender com segurança
Nivaldo Pereira: a mente e os pulmões
Tríssia Ordovás Sartori: O que importa de verdade

 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros