Frei Jaime: que a esperança e a fé abram passagem para que possamos alcançar a paz - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Opinião20/04/2020 | 09h34Atualizada em 20/04/2020 | 09h35

Frei Jaime: que a esperança e a fé abram passagem para que possamos alcançar a paz

O cuidado é uma eloquente manifestação de amor!

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Bom Dia! Um novo dia e uma nova semana se apresentam para todos nós... Como é bom recomeçar... Que a esperança e a fé abram passagem para que possamos alcançar a paz, para bem viver esta semana... Mesmo não tendo muita noção dos dias, amanhã é feriado de Tiradentes. A grande maioria fará o mesmo programa: ficar em casa! O cuidado é uma eloquente manifestação de amor! Feliz semana! 

"Mais bonito que o canto dos pássaros são seus voos. Nem todo canto é de alegria, mas todo voo é de liberdade." (Mario Quintana). 

A conquista da liberdade é uma das metas do ser humano. Cedo ou tarde, todos desejam ardentemente encontrar-se com a possibilidade de alçar diferentes voos e repousar na essência da vida. O cantar dos pássaros engrandece a alma e eleva os pensamentos. Porém, tanto dos pássaros quanto dos humanos, alguns cantos são tristes, enchem de melancolia os dias, enquanto recordam acontecimentos que machucaram o coração. Mas o voo nunca é triste, pois ele amplia os horizontes e permite que os problemas sejam vistos a partir de outra ótica. Nos últimos tempos, a grande maioria não está muito animada para cantarolar antigas ou novas canções, pois a preocupação silenciou as mais belas melodias, principalmente aquelas que inspiravam a esperança. Porém, nem mesmo a limitação do deslocamento impediu que a liberdade continuasse com seu dinamismo e criatividade. Uma pessoa livre não deixa de viver somente pelo fato de não poder exercitar os corriqueiros movimentos de ir e vir.        

Quer ler mais textos do Frei Jaime?
Clique para conferir textos dos colunistas do Pioneiro

O físico precisa de cuidados, mas a alma não deixa as asas descansar. Como é maravilhoso poder voar e revisitar o ontem e até dar uma espiada no amanhã. As pessoas que não estão ‘voando’ neste momento da história não é porque estão impedidas, mas por um fato muito simples: esqueceram, há tempo, de sonhar e de exercitar o lado poético que carregam consigo. Os problemas não são resolvidos com preocupações. As situações mais difíceis aguardam por otimismo e por esperança. Quem não esquece de voar está mais propenso a encontrar as adequadas soluções e preparado para enfrentar os obstáculos mais difíceis. Muitos estão sofrendo simplesmente porque tinham encaminhado a vida apenas no alcance dos objetivos materiais. 

O material é necessário e tem seu valor, mas nenhum coração deveria abdicar da liberdade para viver, em função da materialidade. Talvez demore um tempo para a humanidade cantar um mesmo hino de vitória, mas a liberdade não foi negada para ninguém. Convém, então, viver intensamente a alegria que advém da liberdade de imaginar um outro mundo, onde o amor possa ser a melodia ensaiada em todos os tons, inspirando muitos e diferentes corações. 

Bênção! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraço! 

Leia também
Como empreendedores de Caxias estão enfrentando as incertezas causadas pelo coronavírus
Artistas caxienses contam como tentam se adaptar à nova realidade temporária, após a pandemia

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros