Frei Jaime: os frutos são sempre proporcionais à dedicação - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Opinião09/04/2020 | 08h00Atualizada em 09/04/2020 | 08h00

Frei Jaime: os frutos são sempre proporcionais à dedicação

A vida é uma verdadeira construção

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Bom Dia! O amanhecer é sempre sereno... Os dias estão mais calmos, mesmo que o coração, às vezes, não compreenda tudo o que está se passando... O certo é que tudo vai ficar bem! Não tenho dúvida! Que esta quinta-feira seja, de fato, santa. Dia da instituição da Eucaristia e do sacerdócio... Dia do lava-pés! Como é bom ter fé! Amém! 

"No final, você é aquilo que você deixou." (Gilberto Adami). 

A vida é uma verdadeira construção, um processo que desconhece fim. No somatório dos passos, distâncias são percorridas, anos vão sendo somados e os sonhos alcançam a realização. De tempos em tempos, é interessante olhar para trás e avaliar o trecho já somado. Afinal, o que fica mesmo é somente aquilo que foi vivido intensamente. As obras realizadas, os espaços ocupados, os laços entrelaçados e o bem realizado: em tudo está a história de quem entendeu que viver é desgastar-se, por uma causa e por um significado. Todos os humanos deixam alguma coisa, embora nem todos estão preocupados em qualificar e dignificar a passagem por este mundo. 

Quer ler mais textos do Frei Jaime?
Clique para conferir textos dos colunistas do Pioneiro

Quando os aplausos cessarem e os holofotes se apagarem, ficará somente a essência da intenção, que afastou a vaidade e espantou a necessidade de reconhecimento. No final de tudo, você é aquilo que você fez e deixou seu toque, muitas vezes sem a intenção de querer registrar. O que mais se eterniza não é a quantidade, mas a qualidade de tudo aquilo que foi feito com muito amor e dedicação. 

A grande maioria está acostumada a adiar os momentos mais significativos. O melhor da vida não está no amanhã, mas no hoje. Cada qual escolhe seu jeito de ser e de viver. Os frutos são sempre proporcionais à dedicação. Como colher se não houve semeadura? Não são poucos os que vivem de qualquer jeito e, lá adiante, não vão saber o que fazer com a solidão e com a insatisfação. A vida pode ser plena, mas é necessário ser autêntico e muito intenso. O amor impresso nos pequenos gestos, pode eternizar a existência. 

Bênçãos! Paz&Bem! Santa Alegria! Abraço! 

Leia também
Como empreendedores de Caxias estão enfrentando as incertezas causadas pelo coronavírus
Confira como os partidos em Caxias se posicionam com relação à cogitação de adiamento do processo eleitoral
Artistas caxienses contam como tentam se adaptar à nova realidade temporária, após a pandemia

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros