Frei Jaime: o amor é mais falado do que vivido - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Opinião24/04/2020 | 12h04Atualizada em 24/04/2020 | 12h04

Frei Jaime: o amor é mais falado do que vivido

Nem todos os que dizem "eu te amo" estão realmente expressando o que vai nas profundezas do ser

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Bom Dia! A sexta-feira chega sem toda aquela empolgação, mas é sexta-feira! Mais uma semana que vai sendo concluída... Que a gratidão tenha sempre um lugar no coração... O mês de abril já vai adiantado... Mesmo que que a realidade seja complexa, que a vida possa continuar em primeiro lugar. Cuidado é tudo! Feliz dia! 

"O amor é mais falado do que vivido e por isso vivemos um tempo de secreta angústia." (Zygmunt Bauman). 

O ser humano está destinado ao amor. Viver é aprender continuamente a conjugar o verbo amar. A própria felicidade só é possível, a partir da experiência de amor. Em cada época, o amor recebe contornos diferentes e tônicas menos ou mais aguçadas. Porém, sem amor a vida não se encontra com a realização. Num tempo de muitas preocupações e excessiva valorização da exterioridade, o amor não tem sido colocado como o mais adequado alicerce e a mais eloquente inspiração. Sim, o amor é mais falado do que vivido. Nem todos os que dizem ‘eu te amo’ estão realmente expressando o que vai nas profundezas do ser.   

Quer ler mais textos do Frei Jaime?
Clique para conferir textos dos colunistas do Pioneiro

Entre o testemunho e a palavra verbalizada, pode existir uma distância incalculável. O amor necessita de conteúdo e de ação. As palavras são importantes, mas as ações dão o toque, agregam brilho e sinceridade. Ninguém pode negar que a angústia tem alcançado níveis elevados e atropelado alguns sonhos. Não são poucos os que guardam secretamente uma insatisfação, que pode interferir na saúde emocional. Para alguns, é corriqueiro passar vários dias sem vibrar com a vida e com a oportunidade, sem igual, de estar vivo. 

Acumular e guardar angústias não faz bem para ninguém. É evidente que algumas situações inquietam e até desestabilizam. Mesmo assim, é possível acreditar e seguir em frente. Que o amor continue sendo a serena expressão, nos bons e maus momentos. As pessoas que amam, para além da palavra, são capazes de espantar a angústia e de administrar criativamente os problemas. Quem está capacitado para amar não gasta tempo com orgulho, inveja e tantos outros predicados que rouba a alegria de viver. O segredo, portanto, é investir no amor para encontrar o propósito da vida. 

Bênção! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraço!  

Leia também
Como empreendedores de Caxias estão enfrentando as incertezas causadas pelo coronavírus
Artistas caxienses contam como tentam se adaptar à nova realidade temporária, após a pandemia

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros