Frei Jaime: nunca mais esqueceremos março e abril de 2020 - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Opinião29/04/2020 | 10h12Atualizada em 29/04/2020 | 10h12

Frei Jaime: nunca mais esqueceremos março e abril de 2020

Estamos dando conta da importante tarefa: cuidar-se

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Bom Dia! Os dias estão muito parecidos, ultimamente... Mas hoje é quarta-feira, penúltimo dia do mês de abril... Nunca mais esqueceremos março e abril de 2020... Ainda bem que a nossa fé se fortaleceu... Estamos dando conta da importante tarefa: cuidar-se! Vai dar tudo certo! Sairemos fortalecidos humana e espiritualmente! Vamos lá! 

"A bondade volta de muitas maneiras, sempre ao remetente." 

O retorno não é uma lei, mas uma possibilidade. De um jeito ou de outro, muitas coisas voltam. O importante é ter consciência dos atos e também dos desejos, em relação aos outros. É praticamente certo que o bem gera o bem. O mesmo pode ser afirmado em relação ao mal. Preocupar-se com as ações e palavras é uma forma inteligente de calcular os retornos. Porém, é importante não dimensionar as ações apenas dentro do universo da causa e efeito. Podem acontecer retornos acima do esperado e até algumas decepções. 

O importante é exercer a bondade com convicção, sem ficar no portão aguardando, de braços cruzados, que algo retorne. A bondade é sempre gratuita: ele é praticada independentemente da possibilidade de alguma volta. Se algo voltar, ótimo. Se não voltar, valeu a intenção. Por mais desenvolvida que possa estar a humanidade, ainda há pessoas que ocupam seu tempo para desejar o mal aos outros. É difícil entender como os humanos, com todo o conhecimento, se perdem em mesquinharias, inveja e ciúmes. 

Quer ler mais textos do Frei Jaime?
Clique para conferir textos dos colunistas do Pioneiro

A maior alegria é justamente ver que os outros estão indo bem. Por isso, a bondade deve ser despida das limitações humanas, que não libertam e nem expandem a esperança e a alegria de viver. No entanto, é necessário ser justo: o número de pessoas boas é infinitamente maior do que a quantidade dos menos bons. A bondade tem a capacidade de transformar os ambientes, de clarear os relacionamentos e de intensificar as trocas. O mal não consegue conviver com a bondade. 

Uma grande crise é sempre um momento único para comprovar a força do bem. É maravilhoso perceber o engajamento comunitário de tantas pessoas e famílias, que antes pensavam somente em si. Muitas pessoas estão repartindo o sorriso, o pão, as roupas e os calçados. Até as crianças estão atentas para colocar em prática gestos de bondade. Faz bem fazer o bem. Ser bondoso é uma escolha magnífica. O mal só desaparece na medida em que o bem cresce. 

Bênção! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraço!

Leia também
Como empreendedores de Caxias estão enfrentando as incertezas causadas pelo coronavírus
Artistas caxienses contam como tentam se adaptar à nova realidade temporária, após a pandemia

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros