Frei Jaime: é necessário esforço para ser a pessoa que cada um gostaria de ser - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Opinião14/04/2020 | 08h00Atualizada em 14/04/2020 | 08h00

Frei Jaime: é necessário esforço para ser a pessoa que cada um gostaria de ser

A escuridão se despede e a claridade anuncia a chegada de um novo dia

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Bom Dia! A escuridão se despede e a claridade anuncia a chegada de um novo dia... Hoje é terça-feira, dia 14 de abril. O dinamismo do amanhecer não depende do movimento e nem do deslocamento... Onde quer que estejamos, estamos bem quando renovamos o ânimo e incrementamos a paciência... É necessário esforço para ser a pessoa que cada um gostaria de ser... Viver é construir-se continuamente... Vamos que vamos! 

"É fato que pessoas rasas se assustam ao se depararem com a profundidade de alguém. Deve ser por isso que muitos não se arriscam e o máximo que conseguem fazer é molhar os pés." (Thatá Figueiredo). 

O convite à profundidade da existência é feito a todos. A própria vida vai sinalizando por onde andar, para viver de forma mais sabia e consistente. Uma pessoa que sabe silenciar, que controla as palavras, que deixa a paciência tomar as rédeas de determinadas situações, que é despida de julgamentos e que esbanja bondade é alguém que alcançou a profundidade do existir. Viver distante da superficialidade pode render muitos ganhos, em todos os sentidos, principalmente na qualidade dos relacionamentos. 

Quem não aprofunda o seu jeito de viver facilmente se torna vulnerável e incapaz de sustentar a normalidade, quando provado pelas dificuldades. Até os assuntos das pessoas superficiais não são atraentes, pois se perdem em amenidades, quando não se desgastam em emitir julgamentos, sem fundamento, em relação ao próximo. 

Quer ler mais textos do Frei Jaime?
Clique para conferir textos dos colunistas do Pioneiro

A vida, quando sustentada com consistente conteúdo, se faz convite contínuo para adentrar às águas mais profundas, ao invés de apenas molhar os pés. As pessoas rasas resumem suas buscas no discurso de aproveitar a vida, sem levar em conta as consequências. 

De fato, a vida precisa de espontaneidade e de celebração, mas nenhum exagero agrega qualificação. Não basta molhar os pés, é imprescindível avançar para saciar a sede de sabedoria e de amor. Como são diferenciadas as pessoas que leem, refletem, silenciam, reservam um tempo para organizar os pensamentos e olhar, assim, a vida, a partir de outra ótica. O mundo nunca levou jeito para decifrar a existência, pois limitou-se a propagar o consumo do supérfluo. Os momentos de crises acabam mensurando o quanto de profundidade uma pessoa tem. Feliz de quem investe no crescimento intelectual, sem esquecer de harmonizar os sentimentos e emoções. Viver é, realmente, uma questão de profundidade. Não basta molhar os pés. É necessário ser intenso. 

Bênção! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraço! 

Leia também
Como empreendedores de Caxias estão enfrentando as incertezas causadas pelo coronavírus
Confira como os partidos em Caxias se posicionam com relação à cogitação de adiamento do processo eleitoral
Artistas caxienses contam como tentam se adaptar à nova realidade temporária, após a pandemia

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros