Frei Jaime: A vida vale muito, então ficar em casa não é um sacrifício - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Opinião23/04/2020 | 09h00Atualizada em 23/04/2020 | 09h00

Frei Jaime: A vida vale muito, então ficar em casa não é um sacrifício

O ânimo é um fator indispensável para a normalidade do cotidiano

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Bom Dia! A claridade vai, aos poucos, tomando o seu espaço... a noite está sempre se despedindo... Que este dia seja de esperança... Muita esperança... Nunca tivemos um tempo igual a este, mas nunca fomos tão fortes! Tudo vai passar, se ninguém dispensar o cuidado! A vida vale muito! Então, ficar em casa não é um sacrifício... Usar máscara é um sinal de amor! Um dia olharemos para trás e iremos dizer: ‘valeu a pena todo o sacrifício feito!’ Vamos que vamos! 

"Que a gente nunca perca essa vontade de recomeçar e de dar a volta por cima." (Bibiana Benites). 

O ânimo é um fator indispensável para a normalidade do cotidiano. Uma pessoa animada, geralmente começa o dia com disposição. É interessante como existem soluções ao alcance de quem está animado. Por outro lado, os desanimados acabam criando dificuldade até mesmo nas coisas mais simples. Ninguém nasceu sem uma suficiente pitada de ânimo e de entusiasmo. No entanto, cada qual é responsável para dar os devidos encaminhamentos à vida. O ânimo não é uma dádiva distribuída de forma desigual. Todos podem desenvolver e exercitar o ânimo, ao ponto de tornar a vida simplesmente exemplar.       

Quer ler mais textos do Frei Jaime?
Clique para conferir textos dos colunistas do Pioneiro

As pessoas bem sucedidas, em todos os sentidos, são aquelas que, mesmo tentadas pelo desânimo, dão a volta por cima e recomeçam, quantas vezes forem necessárias. Muitas pessoas são extraordinárias pois lutam de sol a sol, sem perder a esperança. O grau de dificuldade de determinadas situações acaba exigindo mais energias e maior flexibilidade. Para diminuir ou perder a esperança não há necessidade de nenhum esforço. Porém, para mantê-la e cultivá-la, o exercício interior deve ser redobrado. Em alguns momentos da vida, a única opção é seguir em frente, mesmo que as forças estejam no limite. 

Recuperar o ânimo não é uma obrigação, mas condição para continuar a caminhada, na certeza de que, no final, tudo dará certo. Não são poucos aqueles que, depois de prolongado sofrimento, vislumbraram novos horizontes e passaram a sentir a vida com outra intensidade. Que não falte a fé, pois ela é uma fonte inesgotável de ânimo. Num período prolongado de incertezas, ninguém deve alimentar qualquer dúvida em relação ao valor da vida e à importância do cuidado. Tomados por uma vontade enorme de recomeçar, todos estão aptos para dar a volta por cima. 

Bênção! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraço!

Leia também
Como empreendedores de Caxias estão enfrentando as incertezas causadas pelo coronavírus
Artistas caxienses contam como tentam se adaptar à nova realidade temporária, após a pandemia

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros