Frei Jaime: a solidão nunca será apenas a ausência de outras pessoas - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Opinião02/04/2020 | 08h00Atualizada em 02/04/2020 | 08h00

Frei Jaime: a solidão nunca será apenas a ausência de outras pessoas

O mundo não precisa de novos cérebros, mas de novos corações

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Bom Dia! O amanhecer anuncia a chegada do 2º dia do mês de abril... A quinta-feira se apresenta dentro da moldura dos últimos dias: silêncio, preocupação, medo, mas muita fé! Uma nova humanidade está ressurgindo, a cada novo dia... A sensação é semelhante ao cenário de um vento forte, que balançou tudo e, agora, é necessário colocar cada coisa em seu lugar... O mundo não precisa de novos cérebros, mas de novos corações! Feliz dia! 

"Ninguém está só. Não há solidão." (Lucão). 

O ser humano se constrói dentro de um grande mistério, que vai da imanência à transcendência. Por muito tempo, a compreensão se dava apenas ao redor da existência física. Hoje, mesmo com algumas resistências, a espiritualidade é assimilada e, acima de tudo, experimentada, no intuito de plenificar a vida. Mesmo tendo como primeiro cenário a família, a pessoa é convocada a construir uma história pessoal de vida. 

A solidão nunca será apenas a ausência de outras pessoas. A solidão é, antes de mais nada, um desencontro consigo mesmo. Quem não cria laços com seu eu interior, facilmente se sente só e isolado. A primeira companhia não são os outros, mas você mesmo.   

Quer ler mais textos do Frei Jaime?
Clique para conferir textos dos colunistas do Pioneiro

O fato do humano ter uma vida física não é suficiente para edificar um significado à existência. Descobrir-se portador de uma alma é o primeiro passo para fazer a maravilhosa experiência da comunhão. Ao desenvolver sua existência espiritual, o ser humano extingue a solidão e vive numa contínua companhia, onde o fluxo do amor se faz como que uma corrente sanguínea, para circular a alegria de viver. De fato, ninguém está só, quando se descobre portador de uma dimensão espiritual. 

As pessoas mais harmonizadas e equilibradas são aquelas que estabelecem a paz interior, independentemente da realidade externa. Existe uma multidão de pessoas solitárias, não pela ausência de companhia, mas pelo fato de serem incapazes de estabelecer uma conexão consigo mesmo. Foram muitos séculos e milênios de exterioridade e de investimento na aparência. Agora é preciso recolher-se, fechar as janelas e impedir que o barulho roube a serenidade e atrapalhe o maior e melhor de todos os encontros: você com você mesmo. Viver é algo realmente sem explicação. 

Bênção! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraço!  

Leia também
Como empreendedores de Caxias estão enfrentando as incertezas causadas pelo coronavírus
Confira como os partidos em Caxias se posicionam com relação à cogitação de adiamento do processo eleitoral
Artistas caxienses contam como tentam se adaptar à nova realidade temporária, após a pandemia

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros