Bela e articulada, Bruna Pacheco Fortes ensina a importância de se sentir bem consigo mesmo - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Sociedade03/04/2020 | 18h27Atualizada em 03/04/2020 | 18h27

Bela e articulada, Bruna Pacheco Fortes ensina a importância de se sentir bem consigo mesmo

Coach em Relacionamentos e Sexualidade, ela fala sobre profissão, bem-estar e inquietações pessoais

Bela e articulada, Bruna Pacheco Fortes ensina a importância de se sentir bem consigo mesmo Juliano Vicenzi/Divulgação
Foto: Juliano Vicenzi / Divulgação

A beleza do mundo exige olhares atentos. Saber aproveitar as boas energias que nos cercam é um aprendizado que Bruna Pacheco Fortes vem exercitando. Na reta final do curso de Psicologia pela FSG, a filha única do empresário Milton Antonio Silveira Fortes e da médica Maristela Pacheco de Oliveira já exercita seus dons como coach em Relacionamentos e Sexualidade graças à formação em Master Coach pela Sociedade Latino Americana de Coaching, concluída no ano passado. Antes, no entanto, ela realizou uma imersão no curso de Cinema na Vancouver Film School, no Canadá, em 2014, durante um intercâmbio de estudos.

– Sempre fui uma pessoa muito social. Acredito na importância do contato humano – explica, justificando a escolha da área de profissionalização: – Sexualidade vai além do sexo, tem a ver com tudo que se relaciona com o prazer.

Leia mais
De dançarino de rua na escola a bailarino da Cia Municipal, conheça a trajetória de Akácio Camargo
Coleção de Carinhos: Memórias do Seu Valter Gomes Pinto serão revividas no livro e exposição "Seu Valter - Humanidade & Sucesso"

A partir desta ótica, a bela e articulada jovem pondera que a vida pode ser diferente de uma sucessão de neuroses ou frustrações.

– Precisamos aprender a nos sentir bem em nossa própria companhia. Quando percebemos isso, tudo flui – acredita Bruna.

A formação e o aprendizado profissional têm a ver com inquietações pessoais. Por uma questão vocacional, Bruna alia estes conceitos de amor próprio e autoestima.

– As respostas estão dentro de cada indivíduo. O coaching ajuda a trabalhar consigo mesmo. Muitos não sabem como atingir o seu potencial e existem diversas técnicas para ensinar a mexer com a vida. Às vezes a gente desconhece que está se sabotando – diz a expert, que tem consultório no complexo W Tower, em Caxias do Sul.

Ao mesmo tempo em que pensa na qualidade de vida dos outros, Bruna cuida do seu bem-estar com o que também define como prazer de viver: gosta muito de dançar, sair com os amigos, leituras, jogos em turma e, claro, de ficar com o namorado, Paulo Otávio Brasil Ruffo, e seus mascotes, a dupla de cães da raça maltês Flocki e Lilica.

– Adoro estar em família, que é a base de tudo. Aliás, foi minha mãe, médica ginecologista, que sugeriu a especialização em sexualidade. Meus pais me apoiam muito.

Com este olhar de especialista sobre qualidade de vida, Bruna também analisa o momento de recolhimento social vivido atualmente.

– Nunca houve tanta depressão e ansiedade. As pessoas têm a carência em alta. Esses tempos de isolamento pedem que aprendam a ter prazer consigo mesmas – ratifica.

Por isso, Bruna reforça que a sexualidade tem dimensões ainda a serem descobertas:

– Enquanto a sociedade enxergar o sexo somente como algo físico, estaremos perdendo o real potencial que ele possui. Prazer é vontade de viver, é o que move a vida.

Três filmes:
:: “Comer, rezar e amar”, com Julia Roberts - dirigido por Ryan Murphy
:: “O Grande Gatsby”, com Leonardo DiCaprio - dirigido por Baz Luhrmann
:: “(500) Dias com Ela”, com Zooey Deschanel- dirigido por Mark Webb

Três livros:
:: “Os Quatro Compromissos” - Don Miguel Ruiz
:: “Garotas & Sexo” - Peggy Orenstein
:: “Complexo de Cinderela” - Colette Dowling

Leia também
Saiba como diferenciar os sintomas das alergias de outono e do coronavírus
Nivaldo Pereira: nessa hora mais escura
Luciane Perez assume pasta da Cultura de Caxias em ano de crise histórica do setor

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros