Frei Jaime: o ser humano possui uma habilidade incrível de aumentar o que é negativo  - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Opinião31/03/2020 | 08h17Atualizada em 31/03/2020 | 08h17

Frei Jaime: o ser humano possui uma habilidade incrível de aumentar o que é negativo 

Ao receber o dom da vida, todos estão destinados à vitória

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Bom Dia! Acordando aos poucos... Faz alguns dias que a pressa não tem aparecido... Que a harmonia do amanhecer inspire muita paz para este novo dia... Hoje tem uma despedida agendada: o mês de março decidiu terminar a relação que tinha há 31 dias... Ele vai embora, deixando lembranças boas e menos boas... Mas o mês de março cumpriu seu papel. Gratidão, Senhor, pelo mês que termina! 

"Às vezes, para superar uma perda emocional, imputamos ao outro defeitos que ele nunca possuiu, inventamos uma outra pessoa, para que nos doa menos esquecê-la." (Pe. Fábio de Melo). 

Ao receber o dom da vida, todos estão destinados à vitória, isto é, à realização, enquanto humanos peregrinos neste mundo. Os momentos felizes não são registrados e contabilizados assiduamente. A importância recai mais sobre as dificuldades e sofrimentos: o maior espaço de tempo é dedicado às lamentações. O ser humano possui uma habilidade incrível de aumentar as dimensões do que é negativo. Alguns veículos e redes de comunicação passam horas e horas demonstrando gráficos e percentuais das tragédias, erros e catástrofes. 

O bem e o mal sempre existiram. Só foi possível chegar até o presente momento, graças à força do bem. Quando se trata da vida afetiva, todos experimentam conquistas e ganhos, bem como perdas e derrotas. Muitos laços que estavam abençoados para a eternidade, por diversos motivos se rompem. É bem triste perder um grande amor, dividir uma família, tomar rumos diversos, quando o sonho era trilhar juntos, para sempre. Amizades sólidas também podem sofrer rompimentos. Os motivos que interrompem o que proporcionava tanta felicidade, nem sempre são compreensíveis. Mas, não é impossível recomeçar, mesmo que seja muito dolorido. 

Quer ler mais textos do Frei Jaime?
Clique para conferir textos dos colunistas do Pioneiro

Administrar perdas é uma necessidade que se impõe, praticamente para todos. O olhar caridoso, porém, se volta para o perdedor, que nem sempre se mantém emocionalmente equilibrado. A outra pessoa continua tendo os defeitos que já possuía e, acima de tudo, as qualidades que sempre transbordou. Se os laços foram rompidos, ambos continuam sendo o que sempre foram. 

Odiar quem sempre foi profundamente amado é uma auto violência, que rouba a paz interior e multiplica rancor e ressentimentos. Sentir a perda é natural. A dor sempre tem o tamanho do amor, mas desmoralizar a outra pessoa, não faz bem. A superação das perdas emocionais não se dá através do ódio, mas do amor próprio. 

Bênção! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraços!  

Leia também
Como empreendedores de Caxias estão enfrentando as incertezas causadas pelo coronavírus
Confira como os partidos em Caxias se posicionam com relação à cogitação de adiamento do processo eleitoral
Artistas caxienses contam como tentam se adaptar à nova realidade temporária, após a pandemia

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros