Conforto de casa, mas com disciplina de escritório: o que evitar para não baixar a produtividade em seu home office - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Comportamento27/03/2020 | 15h31Atualizada em 27/03/2020 | 16h08

Conforto de casa, mas com disciplina de escritório: o que evitar para não baixar a produtividade em seu home office

Conforto de casa, mas com disciplina de escritório: o que evitar para não baixar a produtividade em seu home office Arquivo pessoal/Divulgação
"Aprendi que é importante estabelecer um limite de horário para atender ligações, deixando isso claro para o cliente", diz Florencia Nieto Foto: Arquivo pessoal / Divulgação

O Almanaque deste fim de semana traz uma reportagem sobre caxienses que tiveram de improvisar escritórios caseiros, ou home office, para continuar trabalhando durante a pandemia do Coronavírus. Experiente no assunto, a produtora cultural e consultora empresarial Florencia Nieto compartilha vivências, erros e acertos que a fizeram optar por essa prática e desistir das salas comerciais. Confira: 

À frente de uma empresa de consultoria para captação de recursos em projetos culturais em Caxias, Florencia Nieto, a Flor, 41, sempre trabalhou em casa. Por vezes chegou a experimentar manter salas comerciais, mas desde 2016 concentra as atividades no home office e sai apenas para reuniões com clientes, normalmente em cafeterias. É mais confortável e prático, principalmente depois que se encontra a poltrona e a postura ideal para sentar, diz. Contudo, como dica aos principiantes, aponta alguns erros que ela mesma teve de corrigir para aprimorar a experiência de conciliar casa e ambiente de trabalho no mesmo endereço.

– Um erro clássico é acordar e ir direto para o computador ver e-mails. Quando tu vês, já é meio-dia e ainda está de pijama. Melhor é acordar, tomar café e se arrumar, para só depois ir para o computador. Também aprendi que é importante estabelecer um limite de horário para atender ligações, deixando isso claro para o cliente. Outra dica, essa para quando passar a quarentena, é não receber estranhos em casa, optar por marcar a primeira reunião numa cafeteria. Nunca me aconteceu nada, mas é uma prevenção importante – aponta a produtora.

Com outros três familiares em casa, profissionais liberais de diferentes áreas que também atuam em home office, Flor conta que foi preciso encontrar saídas para um não atrapalhar a rotina do outro: usar fones e microfones em ligações ou gravações e manter todos atualizados dos seus compromissos:

– É uma forma de não atrapalhar eventuais reuniões e também de evitar surpresas como alguém ligar a TV mais alta, usar o aspirador de pó ou o secador de cabelo quando alguém precisa estar concentrado.

A pandemia, contudo, também provocou mudanças na rotina da produtora, que passou a realizar mais atendimentos por vídeo. Considera que assim ganhou mais produtividade, otimizando o tempo em relação ao atendimento presencial. Contudo, o tempo ainda maior em casa forçou mais disciplina.

– Nestes últimos dias passei a ter uma lista diária de tarefas, para poder me organizar melhor, e também impus intervalos para consultar e-mails: no início e final da manhã e início e final da tarde. Se ficar olhando a caixa de entrada a cada cinco minutos, não consigo concluir nenhuma tarefa – conta.

 Leia também
População ignora riscos de contágio e o movimento aumenta nas ruas de Caxias do Sul
Lotéricas e padarias: confira quais serviços podem reabrir em Caxias do Sul
Novo decreto permitirá funcionamento parcial do comércio em Vacaria  

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros