Parada de Carnaval movimenta Praça Dante Alighieri nesta terça-feira  - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Clima de folia17/02/2020 | 16h05Atualizada em 17/02/2020 | 16h05

Parada de Carnaval movimenta Praça Dante Alighieri nesta terça-feira 

Espetáculo reúne 25 artistas e será reapresentado nos blocos da Velha e da Ovelha

Parada de Carnaval movimenta Praça Dante Alighieri nesta terça-feira  Zé Carlos/Divulgação
Foto: Zé Carlos / Divulgação

Festa popular com origem em diversas culturas da Antiguidade, o Carnaval sobreviveu ao tempo se valendo da roupagem e dos costumes locais. Dos bailes de máscara de Veneza, na Itália, aos ritmos folclóricos de Barranquilla, na Colômbia. Das escolas de samba do Rio de Janeiro aos trios elétricos de Salvador.

Leia mais:
Bloco Afro Navio Negreiro realiza segunda edição de cortejo em Caxias

É justamente para celebrar essa mescla de cores e estilos que o Carnival Parade (do inglês, Parada de Carnaval) tomará as ruas de Caxias do Sul em quatro apresentações nos próximos dias. A primeira delas rola hoje à tarde, na Praça Dante Alighieri, a partir das 18h. O cortejo circulará por um dos principais cartões postais da cidade trazendo um elenco de 25 artistas, entre dançarinos, músicos e figurantes.

O espetáculo de rua foi originalmente concebido para o Mississippi Delta Blues Festival 2019, que teve como temática o Mardi Gras — carnaval típico de Nova Orleans, nos Estados Unidos, conhecido pelas máscaras de gesso, colares de conchas e cortejo de bandas.

— O Carnival Parade faz alusão a todas as manifestações de Carnaval que conhecemos pelo mundo. Buscamos referências históricas dos cortejos, dos bailes, de como era o Carnaval nas cortes e de como ele se espalhou para outras regiões — explica Paula Giusto, que assina a direção cênica.

Para celebrar as diferentes representações da festa pelo globo, os artistas estarão caracterizados como personagens já conhecidos da folia. Entram aí Colombina e Pierrot, de origem italiana, o folião do frevo de Olinda, com seu guarda-chuva colorido, a Catirina do maracatu, a bailarina mambembe, entre outros. A cenografia e a estética visual foram elaboradas por Pepe Pessoa, que recorreu a figurinos e pintura corporal para dar vida aos protagonistas.

Carnival Parade
Foto: Zé Carlos / Divulgação

— A gente entra como um personagem, mas depois os figurinos se transformam. Eu, por exemplo, começo como Colombina e finalizo como bailarina de cancã — revela Paula.

O cortejo conta ainda com dramaturgia de Uyara Camargo e trilha sonora original composta por Beto Scopel, conhecido pela experimentação sonora dos projetos CCOMA e Beto e Suas Máquinas.

— O espetáculo faz alusão ao maracatu, mas não vamos tocar o ritmo do maracatu. O espetáculo fala dos bailes de máscara, mas não vamos tocar as músicas de Veneza. A ideia é utilizar os instrumentos para uma pegada mais contemporânea, uma desconstrução musical. A trilha terá elementos até de música dance e eletrônica, mas com instrumentos de metal, sopro e percussão. É uma provocação — destaca Scopel.

A temporada de apresentações do Carnival Parade conta com financiamento da Lei Municipal de Incentivo à Cultura e apoio de Unimed Nordeste RS e Racon Consórcios. Em caso de chuva, a apresentação de hoje será transferida para uma nova data.

PROGRAME-SE:
:: O que:
temporada do espetáculo de rua Carnival Parade.
:: Apresentações: nesta terça (18), às 18h, na Praça Dante Alighieri; sábado (22), às 16h, no Bloco da Ovelha (Praça das Feiras); domingo (23), às 14h30min, no Bloco da Velha (Rua Dom José Barea); e dia 3 de março, às 19h15min, na volta às aulas da FSG.
:: Quanto: evento gratuito.

Leia também:
Nova Petrópolis é eleita Cidade Internacional do Folclore
Conheça o novo trabalho da artista caxiense Andressa Cantergiani
"Parasita" terá sessão comentada em Caxias, nesta quarta

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros