Frei Jaime: nada é em vão  - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Opinião 15/02/2020 | 11h24Atualizada em 15/02/2020 | 11h33

Frei Jaime: nada é em vão 

Nem todos dão conta de abraçar os dilemas do cotidiano, sem perder de vista a meta traçada.

Frei Jaime: nada é em vão  /
Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Bom Dia! A noite se despediu e um novo dia se apresenta... É sábado, um dia diferenciado e muito amado... A vida, em algum momento, precisa caminhar de mãos dadas com a leveza... Os dias acabam enchendo a agenda de compromissos... Respirar com tranquilidade é condição para continuar vibrando com essa possibilidade maravilhosa de viver! Feliz sábado! 

"Nada é em vão"

“Continue acreditando, continue confiando. Tudo o que você está fazendo não é em vão.” (Mari Guimarães). A vida é tecida pela linha tênue e resistente da persistência. Viver é dar continuidade aos projetos do ontem e do hoje, sem se distrair da perspectiva em relação ao amanhã.  Seguir em frente, apesar dos percalços, é uma determinação que rende incontáveis ganhos. 

Leia mais
Quer ler mais textos do Frei Jaime?
Clique para conferir textos dos colunistas do Pioneiro

Nem todos dão conta de abraçar os dilemas do cotidiano, sem perder de vista a meta traçada. As provações surgem de todos os lados, os imprevistos não dão folga, as decepções desgastam algumas energias, mas nada justifica a desistência. Quem tomou a decisão de avançar, não deve ceder à tentação de largar tudo. Se não fossem as exigências diárias, a grande maioria não saberia mensurar o grau de resistência que carrega consigo. 

Ninguém é fraco, mas alguns desistem. Continuar acreditando e confiando é uma oportunidade ímpar de ampliar a resistência e confirmar o desejo de alcançar o ideal traçado. Mas nada do que está sendo feito, no presente momento, é em vão. O esforço é capaz de bordar e colorir inclusive aqueles minúsculos detalhes que, quase sempre, passam desapercebidos. Quando a vida é abraçada intensamente, o valor de cada palavra e de cada gesto forma um somatório de infinitas realizações. Um sorriso não é em vão, nenhuma lágrima é em vão, qualquer sacrifício se justifica por causa do significado da vida. 

A existência pode não ter, hoje, aquela empolgação de outros tempos, mas é certo que amanhã será um novo dia, repleto de oportunidades. O segredo é continuar vivendo, para dar conta de atravessar os vales do sofrimento, até conseguir descortinar o amanhecer da esperança e da superação. Os que desistiram, no momento de forte exigência, podem estar experimentando, agora, o amargor do arrependimento. Em tempos de instantaneidade, poucos aceitam conjugar algumas dificuldades e tristezas para alcançar, na sequência, a felicidade. O segredo é continuar acreditando e confiando, pois nada é em vão. 

Bênção! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraço!

Leia também
Caixas de afetividade: frei Celso Bordignon mostra sua coleção de relicários e fala sobre memórias
Nivaldo Pereira: o perigo dos livros
Conheça o primeiro consultório da Serra voltado a problemas dermatológicos de cães e gatos 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros