Frei Jaime: as pessoas mais felizes são aquelas que amam e deixam a outra pessoa livre - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Opinião 29/02/2020 | 06h00Atualizada em 29/02/2020 | 06h00

Frei Jaime: as pessoas mais felizes são aquelas que amam e deixam a outra pessoa livre

A vida é feita de muitas trocas afetivas e efetivas

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Bom Dia! O sábado é sempre bem-vindo... A vida precisa de alternância... Como faz bem mesclar compromissos com lazer... No intervalo do final de semana, a agitação cede lugar para a quietude e a paz! O desafio é aquietar o coração e harmonizar o corpo, para recuperar as energias! Estar bem espiritualmente é um caminho para tornar a vida mais leve e alegre... Feliz sábado! 

"Às vezes a gente cria um afeto onde não existe reciprocidade." (Iandê Albuquerque). 

A vida é feita de muitas trocas afetivas e efetivas. Quantas emoções advindas de sentimentos profundos, que simplesmente dão um toque especial à convivência. Amar e ser amado é uma verdade e uma necessidade, que desencadeia empolgação e dinamismo. Porém, a reciprocidade é a responsável por perpetuar laços de pertencimento e de proporcionar uma profunda e sensível alegria. Nem todos conseguem devolver amor na mesma proporção que recebe. 

Leia mais
Quer ler mais textos do Frei Jaime? Clique para conferir textos dos colunistas do Pioneiro  

Muitos são amados intensamente mas, são incapazes de conjugar, em todos os tempos, a retribuição. Criar afeto e expectativas onde não existem sinais de reciprocidade, equivale ao ato de abraçar o que é incerto e, talvez, impossível. Não basta sentir algo por alguém e, imediatamente, querer que a outra pessoa devolva o mesmo sentimento. Com o passar dos dias, é possível compreender um pouco mais os movimentos afetivos. O coração nem sempre obedece a razão, quando não é surpreendido também pela paixão. Mas o que fazer se a outra pessoa não tem o mesmo sentimento? 

Não convém encarregar unicamente o tempo para serenar as emoções. Mas é interessante observar e construir um processo de compreensão, que vai acalmando o coração. Sonhar com um grande amor faz bem, pois desencadeia muita vida, mas sofrer desesperadamente por não ter encontrado reciprocidade não é uma boa opção. O afeto necessita de naturalidade e de verdadeiras trocas para solidificar uma relação saudável. As pessoas mais felizes são aquelas que amam e deixam a outra pessoa livre. Se tem algo que cansa e que prejudica são as cobranças. Mas, amor não correspondido é também amor. O segredo é achar um discreto espaço para acalmar esse sentimento e continuar tocando a vida. Que o amor continue suas façanhas, sem criar desconforto pela ausência de reciprocidade. 

Bênção! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraço!

Leia também
Jovem de Bento Gonçalves é selecionado para participar de programa de trainee na Disney
Carreta pega fogo na RS-453, em Caxias do Sul
"Para nós ainda é um mistério", diz irmã de motorista morto em acidente envolvendo um ônibus em Caxias do Sul


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros