Em São José dos Ausentes, mercado hoteleiro aposta em "detox digital" - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Campos de Cima da Serra24/02/2020 | 14h50

Em São José dos Ausentes, mercado hoteleiro aposta em "detox digital"

Conheça as histórias de três hospedagens da região dos cânions

Em São José dos Ausentes, mercado hoteleiro aposta em "detox digital" Fernanda Cunha/Divulgação
A Pousada Estância das Flores Foto: Fernanda Cunha / Divulgação

Depois de uma viagem para a Ásia, o porto-alegrense Paulo Flores percebeu-se em um caminho bifurcado: seguir na carreira promissora da Tecnologia da Informação (TI) ou jogar tudo para o alto e fazer a vida em São José dos Ausentes?

Contrariando a tudo e a todos, Flores decidiu voltar para a região onde nasceram os seus pais e empreender. Pesava contra o fato de a região dos Campos de Cima da Serra parecer ter estacionado no tempo. Um município que já teve ciclos de ouro, como no tempo dos tropeiros ou das madeireiras, tem visto seus índices minguarem, seja de população ou mesmo de arrecadação de impostos. Mas há uma perspectiva no meio do caminho que fez Flores arregaçar as mangas: tornar Ausentes o paradeiro favorito de quem busca férias com quietude. Sobretudo, vender Ausentes como a cidade dos cânions e das quedas d’água no Estado.

A ousadia, como tudo que se passa na mente de caras de TI, tem projeto, perspectiva e viabilidade.

— Há 18 anos, eu não chegava a Bom Jesus por asfalto. Há cerca de oito anos, comecei a chegar, vindo por Vacaria. Mas, para chegar a Ausentes, ainda era estrada de pedra. De 10 anos para cá, foi finalizado o pedaço da Princesa dos Campos até Bom Jesus, e foi asfaltado também de Bom Jesus até Ausentes — pontua Flores, 40 anos, ex-gerente de produto na área de produtos financeiros de uma empresa em Porto Alegre.

Um dos 8 cânions da região de São José dos Ausentes, o cânio do Encerra, também conhecido como Amola Faca.<!-- NICAID(14396391) -->
Cânion Do Encerra (também conhecido como Amola Faca)Foto: Marcelo Mugnol / Agência RBS

Na temporada asiática, Flores relembrou a infância ao lado do avô paterno, que lhe dizia, à beira do cânion do Encerra, também conhecido por Amola Faca:

— As pessoas merecem conhecer isso daqui!

Motivado por essa memória afetiva e contemplativa, aliado à busca por um propósito de vida, eis que um certo dia a mãe de Flores, Iberaci, ligou para o filho pedindo ajuda financeira. Não era para sanar dívidas, muito pelo contrário: era para ajudar a lidar com o dinheiro, porque em um só mês ela havia faturado R$ 35 mil com seu restaurante que fica na Silveira, um dos bairros de Ausentes.

— Liguei para ela e perguntei: “Mãe, tá passando tanto turista assim?”. E ela me respondeu: “Sim, Paulo. Depois que colocaram o asfalto aqui, tá passando” — recorda o filho, com euforia.

Em uma contabilidade simples, haviam visitado o restaurante de Iberaci 600 pessoas em um mês. Isso há cerca de cinco anos, quando essa história começou a tomar forma. Com os números na mesa e uma ideia na cabeça, Flores foi até a prefeitura e perguntou qual era a viabilidade de, caso comprasse um terreno às margens de um cânion, instalar ali uma pousada. Depois de conhecer as regras sobre as Áreas de Preservação Permanente (APP), resolveu comprar 20 hectares de terra, no Amola Faca. De posse do projeto para instalação das cabanas, Flores protocolou-o na prefeitura.

— Pretendo construir seis vilas com cinco cabanas cada um. Cada uma das vilas será temática, uma argentina, outra canadense, e por aí vai.

Estopim para novos empreendimentos

Paulo Flores, sócio da pousada Estância das Flores, em cima das fundações da sua futura casa, em uma propriedade de 20 hectares que comprou a borda do cânion Amola Faca.<!-- NICAID(14396397) -->
Paulo Flores, empreendedor porto-alegrenseFoto: Marcelo Mugnol / Agência RBS

Flores já iniciou a construção da primeira casa, a sua, que deve ficar pronta ainda este ano.

— Já tem gente na fila pra alugar a minha casa, imagina quando eu construir as cabanas — divaga.

Quando o pessoal da redondeza soube do interesse de Flores em investir em Ausentes, um empreendedor que havia construído uma pousada na vizinha Bom Jesus lhe propôs sociedade na Estância das Flores. Em julho de 2018, enfim abriu a pousada que havia sido idealizada por Pietro Ponzio (empresário caxiense, radicado em São Paulo) e ficara fechada por 18 anos. Sob o comando de Flores, a pousada tem sido uma referência no atendimento diferenciado, disponibilizando 10 quartos amplos e bem decorados para um público mais exigente. Uma diária, por casal, está por volta de R$ 700.

— Faturamos, nos primeiros 12 meses, R$ 480 mil. Pagando as despesas, fica conosco 60%. Para o primeiro ano, se pagou — revela.

A previsão para 2020 é faturar R$ 700 mil, por conta de hoje a Estância ser mais conhecida e o ano ter mais feriados.

— Tento ser o estopim para novos empreendimentos aqui na região — diz. — Se alguém vier aqui e quiser auditar meus números para saber se vale a pena investir, eu abro.

Instalações internas da pousada de luxo Estância das Flores, em São José dos Ausentes.<!-- NICAID(14396393) -->
Um dos quartos da pousada localizada em Bom JesusFoto: Fernanda Cunha / Divulgação

Beleza natural, comida e hospitalidade

Conforme dados da Associação de Pousadas Rurais e Hotéis de São José dos Ausentes (Aprua), presidida por Cléber Pasini, que também é guia da Terra Sul Ecoturismo e Aventura, existem 13 pousadas na região. Há 530 leitos disponíveis, com uma ocupação anual de 15 mil pessoas. Cambará, outro destino que também tem cânions, atraiu 450 mil pessoas no último ano.

Apesar desse cenário ainda desconfortável, Pasini afirma:

— O turismo só tem aumentado em Ausentes. Às vezes estabiliza, mas não tem caído a procura. O que precisamos é de mais profissionalização. Porque a tendência é continuar a crescer a procura.

Aline Ramos, secretária de Turismo, Cultura e Meio Ambiente de São José dos Ausentes, diz que a ocupação nas pousadas tem sido cada dia mais intensa:

— Além da beleza natural, as pessoas voltam por causa da comida e da hospitalidade. O turista vem porque quer sossego e tranquilidade, e isso podemos oferecer porque também praticamos aqui. 

SÃO JOSÉ DOS AUSENTES, RS, BRASIL, 07/06/2012. Queda de temperatura no Estado. Pousada Fazenda Cachoeirão dos Rodrigues, 2º Distrito de São José dos Ausentes. Apesar do frio não houve geada. Na foto Cachoeirão dos Rodrigues. (Porthus Junior/Pioneiro)<!-- NICAID(8321711) -->
Cachoeirão dos RodriguesFoto: Porthus Junior / Agencia RBS

O Sebrae atua em Ausentes há pelo menos 15 anos, inicialmente ajudando na abertura das pousadas rurais e na formalização da associação, bem como na orientação em gestão e atendimento.

— Hoje, temos o Projeto Investe Turismo, ajudando a criar novos produtos turísticos e a se promover pelo marketing digital. Colaboramos na definição de uma estratégia mais clara do que o destino precisa fazer para se desenvolver mais — diz Emerson Monteiro, gestor de Projetos de Turismo Sebrae Serra Gaúcha.

Conforme Monteiro, o potencial da região é grande, pois proporciona contato com a natureza, a cultura do gaúcho serrano, a gastronomia típica e os cânions, em um ambiente chamado de “Detox Digital”. O maior desafio é migrar do atendimento àquele “turista de escapada, de final de semana” para um tipo que permanece mais tempo por lá. Um dos entraves a ser superado é o acesso rodoviário.

— A ligação da BR-285 com a BR-101 deve representar um avanço nesta questão — aponta o gestor do Sebrae.

Atendimento familiar

Nilda Nakes, da Pousada e Fazenda Potreirinhos, de São José dos Ausentes<!-- NICAID(14396396) -->
Nilda é bisneta de geólogo alemão que desembarcou em 1889 em Ausentes Foto: Marcelo Mugnol / Agência RBS

Todos os oito cânions da região são acessados dentro de propriedades particulares como a Pousada Fazenda Cachoeira dos Rodrigues e a Fazenda Potreirinhos. Através da Potreirinhos, pode-se conhecer o desnível de dois rios, que correm em paralelo, com nascentes distintas, em uma falha geológica única.

Essas pousadas são eminentemente familiares, como diz Nilda Eliana Nakes Salib, 54 anos:

— Atendemos na nossa casa, porque é como uma família recebendo uma outra família.

Nilda é bisneta do geólogo alemão Theodoro Nakes, que chegou a Ausentes em 1889 e que escolheu a localidade para estudo por conta da formação do relevo. Na sua pousada, a Fazenda Potreirinhos, há seis quartos e duas cabanas, com diárias variando de R$ 200 a R$ 250.

— É pensão completa, com café da manhã, almoço, jantar, e lanche da tarde, biscoito e cachacinha, tudo incluído — diverte-se.

Tonico Rodrigues proprietário da Pousada Fazenda Cachoeirão dos Rodrigues, em São José dos Ausentes.<!-- NICAID(14396398) -->
Tonico orgulha-se das gravações de novela da Globo no Cachoeirão dos RodriguesFoto: Marcelo Mugnol / Agência RBS

Não muito distante dali, fica a Pousada Fazenda Cachoeirão dos Rodrigues. Foi aberta em 2005 por Antônio Sérgio Rodrigues, mais conhecido como Tonico Rodrigues.

— Em 2015, gravaram aqui a novela Além do Tempo. E vão gravar, futuramente, um longa-metragem chamado A Cerca, com diretores da Globo — orgulha-se.

A pousada atende até 14 pessoas, com diárias de R$ 185 por pessoa, também no sistema pensão completa.

 *O jornalista viajou a convite da Pousada Estância das Flores.

Programe-se

Oito cânions fazem parte do complexo. Quatro estão na Estrada Chapada Bonita: Boa Vista, Realengo, Do Encerra (ou Amola Faca) e Tabuleiro. A Estrada Geral Montenegro leva ao Chiqueiro, ao Cruzinha e ao Monte Negro. Ao Cânion da Rocinha, chega-se pela BR-285. 

Informações turísticas

  • Avenida Ismênia Batista Ribeiro Velho, 1660
  • De segunda a sexta, das 8h ao meio-dia e das 12h30min às 19h. Sábados, domingos e feriados, das 8h às 18h (não fechando ao meio dia)
  • Fone: (54) 3234-1006
  • E-mail: sectur@saojosedosausentes.rs.gov.br

Opções de hospedagem

Estância das Flores (Bom Jesus)

  • estanciadasflores-rs.com.br
  • @estanciadasflores
  • (51) 99350-2086
  • Diárias de R$ 749, por casal, com café da manhã, almoço e jantar incluídos

Pousada Fazenda Cachoeirão dos Rodrigues (São José dos Ausentes)

  • pousadacachoeirao@gmail.com
  • (54) 3039-9564
  • Diárias de R$ 185, por pessoa, com café da manhã, almoço e jantar incluídos
  • Pousada Fazenda Montenegro (São José dos Ausentes)
  • fazendamontenegro.com.br
  • (54) 99978-2299 e 99905-6456
  • Suítes: R$ 275 (por pessoa); Chalé Família: R$ 275 (por pessoa); Chalé Luxo: R$ 300 (por pessoa); Suíte Single: R$ 300 (para uma pessoa); Chalé Super Luxo (com hidro): R$ 325 (por pessoa). Inclui pensão completa: café da manhã, almoço e jantar.

Pousada Fazenda Potreirinhos (São José dos Ausentes)

  • fazendapotreirinhos.com.br
  • @pousada–fazenda–potreirinhos
  • (54) 99977-3482
  • Diárias de R$ 250, por pessoa, em cabanas, e R$ 200, em quartos suíte.

Visita guiada e esportes de aventura

Terra Sul Ecoturismo e Aventura

  • @terrasulecotur
  • (48) 99932-1180

Condor Ecotur

  • @condorecotur
  • (48) 99995-6678
 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros