Ária Trio abre a série "Concerto Interior" com apresentação neste domingo, em Caxias do Sul - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Música13/02/2020 | 08h00Atualizada em 13/02/2020 | 08h00

Ária Trio abre a série "Concerto Interior" com apresentação neste domingo, em Caxias do Sul

Esmeralda Frizzo, Ricardo Biga e Tomás Savaris levam sua música instrumental à Capelinha Vila Pinheiros, em Ana Rech

Ária Trio abre a série "Concerto Interior" com apresentação neste domingo, em Caxias do Sul Paulo Pretz/Divulgação
Tomás Savaris (E), Esmeralda Frizzo e Ricardo Biga formam o Ária Trio, que celebra 20 anos em 2020 Foto: Paulo Pretz / Divulgação

Foi há oito anos que uma apresentação na localidade Travessão Santa Rita, nos arredores de Galópolis, despertou no Ária Trio o desejo de levar seu trabalho às comunidades mais longínquas de Caxias do Sul, transformando em salas de concerto aquele que é o ponto de encontro dos moradores das áreas rurais: as capelas. Foi à moda da colônia, sem pressa e respeitando o tempo, que a ideia trouxe à luz o projeto Concerto Interior, que estreia neste domingo e terá 10 apresentações em distritos e bairros afastados de Caxias. A primeira será na Capelinha Vila Pinheiros, em Ana Rech. 

Ao recordar aquela ocasião de oito anos atrás, o harmonicista Ricardo Biga – que forma o Ária Trio com a pianista Esmeralda Frizzo e o violonista Tomás Savaris – permite compreender que Concerto Interior é um encontro do grupo com a gente e a paisagem que inspira suas composições.

– Era uma edição do Concertos ao Entardecer (projeto desenvolvido pela UCS) numa igreja muito pequena, não cabia mais do que 30 pessoas. O espaço lotou e muita gente ficou de fora. Ao final, nos levaram para o salão da comunidade e cada morador levou um prato, fazendo daquilo um filó que seguiu por horas e horas. Ficamos impressionados com aquela receptividade e saímos de lá com essa ideia na cabeça. Levar a nossa música a quem está mais longe dos centros urbanos e cujos encontros são mais restritos a missas e festas comunitárias, mas que também sabem valorizar a arte e a cultura quanto é dado a elas o acesso – comenta Biga.

O projeto chega em um momento especial para o Ária, que neste ano completa 20 anos de atividades. Além dos três álbuns lançados (o quarto está em fase de gravação) Biga, Esmeralda e Tomás comemoram a fidelização do público e a inserção em espaços abrangentes, desde eventos mais sofisticados até recantos mais intimistas. Para a música instrumental que flerta com o erudito, nem sempre é fácil. Mas o harmonicista avalia que as características de composição, que prioriza as melodias, ajuda a conquistar plateias tão diversas:

– Nosso tipo de música tenta absorver diversas vertentes, mas sempre muito focada na melodia. É uma característica do nosso trabalho. E são melodias que sempre acabam remetendo  o ouvinte a algum momento da sua vida, seja a lembrança de um filme que assistiu ou do próprio casamento. Mesmo o público que não tem o hábito de consumir música instrumental acaba tendo na memória afetiva muitas referências melódicas.

Concerto Interior é viabilizado pela Lei Municipal de Incentivo à Cultura, com apoio cultural da Urbanizadora Siviero. As próximas três edições já têm locais e datas marcadas: 15 de março, na Igreja Matriz de Criúva; 16 de abril, na Igreja Santo Expedito, em Vila Oliva; 17 de maio, na Praça Central de Forqueta. 

Programe-se
O quê
: abertura da série Concerto Interior, com o Ária Trio.
Quando: domingo, às 17h.
Onde: Capelinha Vila Pinheiros, em Ana Rech.
Quanto: entrada gratuita.

Leia também
Mona Carvalho retorna à Unidade de Artes Visuais da Secretaria da Cultura de Caxias
Museu Municipal de Caxias recebe a exposição "Mosaico Ancestral"
Vencedor do Oscar de melhor filme, "Parasita" volta às telonas do GNC Caxias
Exposição de artista caxiense questiona padrões estéticos femininos
Em Caxias, Reginaldo Pujol Filho lança livro e ministra workshop para desbloquear a escrita 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros