Frei Jaime: viver é extraordinário, basta não estacionar nos excessos - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Opinião02/01/2020 | 09h27Atualizada em 02/01/2020 | 09h46

Frei Jaime: viver é extraordinário, basta não estacionar nos excessos

O ser humano é invadido, a todo instante, por diferentes sentimentos que necessitam de um ordenamento

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Bom Dia! Acordando lentamente... Muitas recordações... As alegrias do primeiro dia do ano se repetem neste 2º dia... Tomara que a mesma alegria esteja em todos os demais dias... Viver é extraordinário, basta não estacionar nos excessos... Não são poucos os que desconhecem os limites... Para tudo há um tempo certo e uma postura adequada! Que 2020 continue novo! 

"Às vezes, perdemos tanto tempo observando o que desejávamos que tivesse acontecido, que não temos oportunidade de agradecer por tudo aquilo que recebemos." (Matheus Rocha). 

O ser humano é invadido, a todo instante, por diferentes sentimentos que necessitam de um ordenamento, para não complicar a normalidade do ato de existir. As emoções acontecem também do nada, além de fazerem parte da habilidosa memória, que não deixa nenhum fato no esquecimento. Muitos dos mais insistentes desejos, por um motivo ou por outro, acabam não acontecendo. Se era algo muito desejado e não se concretizou, a lamentação se faz presente. Sem dúvida, é dolorido querer algo e não alcançar. Mas a vida precisa continuar. Ninguém avança se ficar estacionado num emaranhado de situações. Por outro lado, as lamentações sempre são em menor número do que a satisfação vinda dos objetivos que foram atingidos. Gratidão e lamentação deveriam ser colocadas na balança, para eliminar qualquer dúvida. 

Leia mais
Quer ler mais textos do Frei Jaime?
Clique para conferir textos dos colunistas do Pioneiro  

Normalmente o espaço maior é dado às lamentações, mas o maior peso advém das conquistas, que aguardam por gratidão. O ser humano é essencialmente desejante. Se não houver um parâmetro, acaba ultrapassando as balizas, chegando à insatisfação. Quem olha com mais atenção não tem dúvidas: o que é recebido é sempre em maior quantidade. A gratidão deveria fazer parte dos dias de todas as pessoas. Não se trata de apenas pronunciar a palavra ‘obrigado’, mas de viver de forma agradecida. Poucos agradecem o ar que respira, a cama que embala o sono restaurador, o pão à mesa, a oportunidade de trabalhar. 

Ter uma família, quanta gratidão! O que seria dos dias, sem a presença dos amigos? Se muitas coisas não aconteceram, mesmo assim é possível seguir em frente e apostar em tudo o que está por vir. As pessoas agradecidas não ficam de braços cruzados, elas simplesmente vão à luta para alcançar o que almejam. A acomodação não sabe ofertar felicidade. Poder agradecer, é um privilégio diário. 

Bênção! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraço!

Leia também
Jovem perde R$ 5 mil em golpe da falsa namorada em Caxias
Homens são presos e cães em situação de maus-tratos recolhidos em Caxias  

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros