Frei Jaime: ter paciência no momento das perdas é o caminho ideal - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Opinião17/01/2020 | 06h15

Frei Jaime: ter paciência no momento das perdas é o caminho ideal

No momento que ocorre uma perda fica praticamente impossível de entender o outro lado do fato

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Bom Dia! Já é sexta-feira! A semana parece ter pressa... Apesar que, para alguns, a sexta-feira quase sempre demora para chegar... Para outros, ela é rápida, mesmo não adiantando nenhum minuto... Abençoada sexta-feira para todos! 

"Nem tudo o que você perde é uma perda." 

A vida acontece entre ganhos e perdas, num universo dinâmico, que nem sempre abre espaço para que as pessoas assimilem e ordenem os diferentes sentimentos. A primeira impressão, diante de um fato, pode não revelar a totalidade do acontecimento. É comum acolher positivamente o que parecia, num primeiro momento, ser traumático. Os problemas são complexos, sim, mas podem surpreender. Tudo depende do ponto de vista e da reação emocional. É bem verdade que nem todas as perdas são, de fato, uma perda. Tem muitos ganhos misturados em perdas que geram muita dor. 

No momento que ocorre uma perda fica praticamente impossível de entender o outro lado do fato, pois a dor praticamente cega a compreensão. Porém, com o passar dos dias, as coisas vão se acalmando e a lição de vida vai se evidenciando. Ter paciência no momento das perdas é o caminho ideal para apropriar-se de tudo o que a vida oferece, independentemente da situação. 

Leia mais
Quer ler mais textos do Frei Jaime?
Clique para conferir textos dos colunistas do Pioneiro  

Perder ou ganhar é relativo, se não existir a capacidade de absorver os ensinamentos. Alguns ganhos, advindos de perdas, só são contabilizados como tal, depois de muito tempo. O passar dos dias possibilita afastar o que é nebuloso e abrir espaço para que a luminosidade da humildade perpasse a existência. Nem todos sabem perder e isso pode aumentar consideravelmente o sofrimento. Ninguém foi feito para a derrota, mas alguns entraves podem surgir. É importante saber lidar com o que não deu certo. Sentir e ficar chateado é praticamente normal. Mas depois do primeiro impacto é imprescindível erguer-se e seguir em frente, pois a vida continua. 

A serenidade, advinda da espiritualidade, contribui consideravelmente para que a vida não perca o brilho e nem experimente a desolação, diante de um acontecimento desconfortável. Quem desenvolve o autocontrole está mais preparado para administrar as situações adversas  e encaminhar as adequadas soluções. Sentir é algo que foge até mesmo da racionalidade, mas manter-se consciente diante das decisões é praticamente uma necessidade. Que as perdas continuem proporcionando muitos ganhos. 

Bênção! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraço! 

Leia também
Parque das Araucárias é de tirar o fôlego
Empresa que administrará porto de Arroio do Sal deve começar a construir prédio administrativo em março
"É priorização", afirma secretário estadual sobre recurso para desapropriações na área do futuro aeroporto de Caxias 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros